"O QUE É PROJEÇÃO ASTRAL?
Todas as noites, nossa consciência deixa de se manifestar no corpo físico e passa a se manifestar livremente num universo infinito de coisas fantásticas e maravilhosas... Habituada a esta situação, nossa consciência anseia por se libertar desligando-se instantaneamente de um cérebro físico preso a crendices, medos, condicionamentos e limitações Entretanto, quando a pessoa começa a se libertar de suas "barreiras" e a transcender a si mesma, também começa a ocorrer um fenômeno conhecido por diversos nomes: projeção astral, projeção da mente, desdobramento espiritual, projeção da consciência, sair consciente do corpo físico, experiência fora do corpo (EFC), viagem astral, etc. Porém, para mim, que vivencio este fenômeno todas as noites, passei a considerá-lo como um estado de "CONSCIÊNCIA EXPANDIDA", através do qual, posso pesquisar, investigar, analisar, realizar experiências, etc..."

Passado e Futuro

Já estive várias vezes no passado e também por experiência própria sei que o futuro pode ser conhecido com minúcias de detalhes e com muitos anos de antecedência; pode-se mesmo saber de acontecimentos grandes e pequenos; até mesmo de reações de pessoas diante de alguma situação.

  Podemos então conhecer o futuro?
Sim, mas não devemos, pois isso traria sérias e reais consequências para nosso plano encarnatório. 

O futuro é uma projeção dos acontecimentos presentes, ou seja, o desdobramento de acontecimentos atuais.

Vamos pegar um exemplo fácil de compreender: uma pessoa está martelando um prego em uma tábua; pela sequencia das marteladas e pela habilidade da pessoa, podemos “prever” que a pessoa terminará enfiando o prego na madeira até o fim.

Pode parecer um exemplo bobo, mas é dessa maneira que a coisa funciona; quanto mais o espírito tiver conhecimentos e consciência desenvolvida, mais facilmente ele verá o futuro, baseado no comportamento e nos parâmetros da pessoa ou grupo de pessoas.

Quanto ao passado, são acontecimentos reais e que ficam eternamente gravados no plano espiritual/astral.

 

___________________________

 

Numa ocasião eu estava numa projeção que alguns conhecem como “Em corpo mental”, conforme poderá ser lida no link abaixo:

 

   http://projecaoastral.com/experiencias/projecao-em-corpo-mental

 

Ou seja, é um estado onde nossa consciência pode sentir e perceber todas as coisas ao mesmo tempo

As impressões que tive numa projeção em corpo mental, em relação ao passado, presente e futuro, podem ser definidas mais ou menos dessa forma:

 

“Tudo o que foi feito, seria feito novamente”

“Tudo está, como teria que estar”

“Tudo é, como teria que ser”

“Tudo será, como você o quer”

 

Tive a impressão de que tudo o que fizemos em nosso passado, nós o faríamos exatamente igual, com as referencias que tínhamos na época

Com relação ao presente, tudo está e tudo é, exatamente em função do que fizemos em nosso passado

Com relação ao futuro, ele será exatamente de acordo com o que fizemos no passado e estamos fazendo no presente  

É interessante entender como as coisas são e como funcionam, em relação ao passado, presente e futuro

 

 

 


Artigos Relacionados

  • » Sobre Regressão e Vidas Passadas
  • » O Tempo não Existe?
  • » Formas de Acesso ao Passado
  • » Soldados Romanos
  • 26 Comentarios Até agora

    1. ZANELLI disse:

      Outro dia eu estava a tentar uma saida do corpo, estando eu em suave torpor me lembro vagamente de sentir que duas consciências estavam falando e estavam em dois polos do tempo: uma no passado e outra no futuro, mas parece que nestes casos estas expressões como presente futuro e passado perdem um pouco o sentido.
      Saudações Pineda

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Zanelli
        Eu entendo que passado, presente e futuro são vivencias reais de nossa consciência e servem como referencias e aprendizados

        • Zanelli disse:

          Vê se pode ser assim:
          Penso que, não precisamos depender de nada. qualquer dependência está em nós por conta de que ainda não sabemos que podemos nos desvencilhar dessa dependência, as quais eu acredito que até deus, na concepção geral (em todas as filosofias e religiões)pode e deve ser classificado como uma dependência.
          vejamos:
          Quem pode te livrar de alguma, senão você mesmo?
          Se um pretenso deus pudesse livrar uma pessoa de dependências, remorsos, ou coisa parecida, aí sim, esta instituição (deus)não seria mais uma delas, ou quiçá uma das maiores de mais de nove décimos da humanidade.
          Creio sim, que existem consciências que muito fazem por outras que estão emergindo. E que existem inúmeras funções que seres de pura lucidez exercem, mas que, talvez, não haja esta hierarquia que os humanos estabelecem, mesmo alguns projetores.
          Penso que, EVOLUIR É UMA CONSTANTE NO UNIVERSO!

          SAUDAÇÕES amigo Pineda!

          • Zanelli disse:

            Eu acredito que se a assistência ao próximo é essencial para que possamos existir, coexistir e relacionar de maneira harmônica no universo a que pertencemos e estamos compartilhando. O nosso grau de evolução se caracteriza pelo quão serena e a relação entre nós e o que se exterioriza a nosso ser. E isto cria uma cadeia de seres em diversos graus de evolução ao ponto de haverem os mais evoluídos de auxiliarem os de menor grau, entretanto sem quebrar o vínculo de ação entre o espírito em questão e sua conscientização em seu crescimento interior. Isto é, identificação própria como pertencente a este universo de maneira perene e indestrutível, devendo se adequar ao meio sem agredi-lo de forma alguma.

        • Edgar disse:

          Amor previsão de futuro não existe, é impossível prever o futuro fazendo projeção ou não simplesmente porque ele não existe, nem Deus pode saber o futuro mas Ele pode fazer acontecer, dando-nos a impressão de previsão futurística.

    2. Ricardo disse:

      Eu Estava um tempo atrás iniciando (embora não soubesse na época) por uma purificação que mudaria minha vida, me deslocaria para ambientes, pessoas, amigos etc mais elevados. Pois em um desdobramento bem logo, acho que foi o primeiro de que me recordo, as pessoas me ligavam (amigos) reclamando de mim, dizendo que eu tinha mudado e não gostaram da minha mudança. Fiquei receoso e pensei comigo mesmo em não mudar, e porque me tornei uma pessoa pior. Até que me logaram, e era eu mesmo num futuro próximo, uns 3 anos talvez adiante dizendo para não me importar, que a mudança seria boa e que as pessoas só me diziam aquilo porque sentiam falta da minha energia que era mais elevada que a delas, e queriam por assim dizer, me puxar pra baixo, meio que como para que eu as iluminasse um pouco. E senti, ao contrario das vozes que me ligavam, uma sensação muito boa com a voz e as palavras do meu eu futuro. Ora, acordei e não entendi muito bem, até que minha vida foi mudando graças a um trabalho espiritual purificador que realizei pouco tempo depois. Ora, estava eu no chuveiro relaxando, já tendo mudado de vida e de convivências, e comecei a lembrar-me quando eu vivia a outra vida, os outros ambientes, e comecei a conversar comigo mesmo em pensamento, e quando percebi, estava quase que falando mentalmente para mim mesmo o que meu eu futuro disse tempo atrás, sendo que o meu eu futuro, agora era o meu eu presente. Muito interessante isso. Então era eu mesmo falando comigo mesmo!

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Ricardo
        Provavelmente nos dois casos era sua consciência alertando seu cérebro físico.
        Geralmente nossa consciência nos alerta em forma de intuição.
        Outras vezes de forma mais clara, como se falasse com a gente

    3. francisco cleber disse:

      no começo das minhas experiências também tive uma projeção estranha. para falar de maneira resumida: eu perambulava pelo umbral e me reunia com pessoas desconhecidas mais que eram familiares. lembro de irmos para um futuro,quando chegamos não tinhamos certeza de onde estavamos e se tinhamos conseguido. olhamos em volta e vimos prédios num arquitetura circular com várias pessoas que não nos via.um céu limpo. até que ivestigando o local onde estavamos,achei um jornal velho,olhei a data e era do ano de 2383. fiquei espantado.e mostrei para o grupo, eles estavam ocupados olhando uma espécie de livro gigante e grosso, que parecia guardar o tempo, com muitas imagens. mas percebi que só mostrava coisas do passado com nenhuma referência ao futuro. analisei o jornal e vi um texto sobre a “confraternização intergalactica” como um evento próximo.***Bem para ser sincero, eu estava no começo das experiências então não sei como avalia-la. poderia ser onirismo ou confusão mental(talvez eu tenha ido para uma dessas cidades espirituais)

    4. Isaac disse:

      Neste final de 2011 tive a oportunidade de ficar alguns dias em uma cidade no interior do PR. Aproveitei pra fazer caminhada sempre no final do dia em um parque do lago, percebi fazendo um teste com respiraçao extrema e profunda (cerca de 5-10 passos enquanto caminho ou corro) que me sentia bem melhor a noite. E então uma tarde me deu vontade de comer peixe fresco frito (coisa que raramente faço) e fiquei sabendo de um pesque e pague uns 4 km saindo da cidade. Quando virei uma curva já avistando o estacionamento tive a impressão que estava repetindo a mesma cena que tive em sonho com tres anos de antecedencia por duas ou mais vezes, então pensei “só falta ser igual ao sonho com uma casa meio lanchonete rodeada de tanques e com dois cachorros enormes amarrados no lado direito na entrada. Pois foi exatamente assim e para nao estragar o momento como em outras oportunidades diferentes que tive e fiquei tentando descobrir a resposta imdiatamente, desta vez deixei rolar naturalmente como se fosse normal, assim pude encontrar as pessoas estranhas que não fazia sentido no sonho mas no momento em que as vi, entendi que se tratava de um lugar no qual jamais havia estado e não tinha intimidade para aborda-las e pesquisar um pouco mais!
      O que posso entender ou sentir é que o momento de equilibrio e ausencia de conflitos internos pode estender a experiencia. Agora como isso aconteceu? Talvez podemos comparar a uma onda que se encaixa com a antena do seu comprimento sendo transmitida e sintonizada em tempos diferentes fisicamente mas usando como portadora da onda o ambiente extrafisico no qual o tempo é imprevisivel.
      Gostaria de me aprofundar na pesquisa mas não tenho condiçoes pra isso. Fica aqui esta experiencia compartilhada para algum amigo tentar reavaliar e dividir conosco.

    5. Pedro de Souza Silva disse:

      Sr. Roberto,
      Boa tarde!

      Em primeiro lugar devo agradecê-lo por deixar disponível o seu e-mail pessoal.

      Meu nome é Pedro de Souza Silva, nascido em Itapicurú – BA, mas moro no Rio de Janeiro desde os 17 anos de idade. Tenho 74 anos, sou engenheiro, no momento já aposentado. Não professo nenhuma religião, mas tenho interesse em qualquer estudo científico sério sobre a vida como um todo.

      Só tomei a decisão de enviar este e-mail após ler totalmente a sua página “QUEM SOU”. Alí entendí o seu propósito e, que participo também dos seus pontos de vista.

      Declaro-me um neófito nessa área, mas desejoso de progredir, por isso necessito fazer-lhe no momento uma pergunta e pedir-lhe um esclarecimento sobre um fato específico, acontecido comigo, entre vários outros, dos quais futuramente poderemos falar caso o senhor deseje.

      Em abril de 1978 estava em Paris, em visita turística. Um dos maiores desejos que tinha na época era visitar a catedral de Notre Dame. Chegando à entrada principal fui logo me dirigindo diretamente para o corredor direito(de quem entra) do templo, e continuei em frente. Ví que havia muita gente alí e que naquele momento havia uma missa acompanhada por música de orgão. Mas não me detive para apreciar nada, continuei em frente instintivamente como se já conhecesse o local. Cheguei a um ponto naquele corredor que já não havia ninguém por perto. Aí parei para olhar em volta e, a sensação que tive é que estava em uma parte de uma masmorra, pelo aspecto sombrio do local. Bem ao meu lado percebí um espesso muro de granito escuro que ia até a altura do meu peito mais ou menos, e, dalí pra cima era fechado por espessa grade de ferro com barras de formato cilíndrico. Alí, de súbito, passei a sentir uma tremedeira em todo o meu corpo e comecei a chorar copiosamente. Naquele momento a única coisa que conseguí fazer para não cair ao solo foi largar aos meus pés a bolsa que carregava e segurar-me com todas as minhas forças naquela grade de aço. Tremia muito e as lágrimas vertiam copiosamente, sentindo a minha pele toda arrepiada. Estava no limiar do pânico. Instintivamente comecei a fazer uma respiração profunda enquanto tremia segurando aquelas barras. Assim fui aos poucos me recompondo e então curvei-me para apanhar a bolsa e retirar-me dalí. Neste instante a situação se repete, não sei por quanto tempo. E, assim que recuperei-me pela segunda vez, apanhei o mais rápido que pude a bolsa que portava e saí dalí correndo de volta por aquele corredor, parando somente quando já estava fóra do templo.

      Sobre este assunto, na época, eu não falei nada pra ninguém, pois temia ser ridicularizado.

      Em junho de 2005, agora já em companhia da minha mulher, visitei pela segunda vez o templo, agora com o objetivo de acompanhá-la, mas também também de ir até aquele local. Na verdade não encontrei nada parecido do que havia visto antes, muito menos o muro com grades. Agora, novamente, em junho de 2011, fui pela terceira vez à Paris, agora com a planta da catedral de Notre Dame. Absolutamente, não existe este muro dentro da catedral atual.

      Senhor Roberto, solicitaria a gentileza de analizar o fato acima relatado, e expor a sua opinião sobre aquele acontecimento.

      Ficarei muito agradecido por sua resposta.

      Receba um fraterno abraço,

      Pedro de Souza

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Pedro

        Nossa consciência guarda sensações e impressões de coisas vivenciadas no passado, tanto desta, como de outras vidas

        Por coincidência, tenho vivenciado ultimamente algumas impressões e sensações, provocando desconforto no meu corpo físico, que posteriormente vou procurar descrevê-las

        Pelo que você descreve no seu texto, penso que provavelmente foi alguma vivencia sua (em uma vida passada), muito marcante/traumatizante, e ao se ver naquele lugar de tão triste memória, isso ativou as impressões e sensações daquele lugar (ou de algum lugar semelhante)

        Historicamente, sabe-se que o poder governante no passado, se impunha muitas vezes através das religiões, com castigos, torturas e outros desmandos

        Não conheço a história da Catedral de Notre Dame, porém, deve ter existido por lá alguma masmorra num passado remoto

        Eu, por exemplo, há muitos anos atrás, estive num show aéreo no aeroporto de Sorocaba-SP

        Fiquei aterrorizado com as manobras e vôos rasantes dos aviões

        Tinha a vívida impressão de iam cair e explodir no solo

        Não entendia, na época, porque eu tive tanto terror

        Alguns anos depois, através de minhas experiências, descobri que em minha ultima encarnação (na Segunda Guerra Mundial)fui um soldado alemão e desencarnei de forma traumatizante, sendo metralhado em campo de batalha, com aviões caindo e explodindo nas proximidades

        • Edgar disse:

          Hoje tive uma experiencia, as 03:50 da madrugada, meu celular tocou e acendeu a luz, era um torpedo recebido, um sms que havia chegado, lembro-me de sentir a cabeça pesada o que não me deixou levantar de imediato, depois levantei fui ao banheiro e peguei o celular não havia torpedo algum recebido, absolutamente nada. Achei muito estranho aquilo, só tive a certeza de duas coisas, 1° absolutamente aquilo não foi um sonho, e 2° o celular só pode ter dado defeito, tocado e acendido sozinho rrss

      • Robert disse:

        Oi Pedro souza..
        gostei muito de sua experiencia…
        e até peço desculpas por me envolver no assunto sendo entre vcs…mas não pude deixa de apreciar…tal experimento e relato,deixando claro que o conhecimento do site e seu proprietário é de extremo cuidado e bom bom gosto, mas..com tudo tive algo parecido com esta situação no mesmo local..e vejo que a energia que emana lá… e muito forte e vc estva em sintonia …pena vc ter saído da situação sem vivencia-la por completo…no mais fiquei
        muito feliz por tantas ricas informações .
        abraço,
        Robert

    6. Leon Kaminski disse:

      à mais ou menos seis meses, eu acordei em uma casa parcialmente normal,mas as luzes eram diferentes, como se não tivesse uma matéria que as criasse, elas apenas estavam lá.
      E Então, reconheci minha mãe, minha irmã e uma amiga, o lugar onde eu estava agora, parecia uma daquelas ruas cheias de lojas e pessoas comprando coisas de lá pra cá,devia ser umas duas da tarde, o clima era agradável, como uns 24°, mas as lojas, gigantes por sinal, tendo um tom azul, vendiam coisas como lenços iluminados e sedosos, que pareciam servir para qualquer situação.
      E Então, olhando aquilo, perguntei-lhe a minha amiga onde estava, ela logo respondeu:
      -Você ficou em um coma por 30 anos, muita coisa mudou!
      E Então, estava lá eu no ano de 2043, vendo tudo aquilo mudado, e então, perguntei:
      -Mas por que eu fiquei em coma por TRINTA ANOS?!
      A Minha amiga, meio triste, respondeu:
      -Seu pai morreu, e então, você ficou em coma…
      Triste porém confuso, fiquei quieto e olhei para as coisas e as pessoas.
      As roupas das pessoas mudaram, como se uma blusa já cobrisse o corpo inteiro, e era tão fina quanto papel.

      Pedi para nós sairmos da loja, depois de sairmos, olhei para a cidade, Esteio, a cidade onde moro.
      Vi que o Condomínio onde eu morava, agora estava um pouco desgastado com o tempo, e eu vi, que apenas quatro ou cinco pessoas estavam andando na rua.
      E Então, confuso, perguntei-lhe a minha amiga:
      -Por que tem Tão poucas pessoas na rua?
      Um pouco triste, ela respondeu:
      -Em 2035, houve um Apocalipse de Mortos Vivos, onde quase todos morreram, sobreviveram uns cinco mil nessa região… (Região Metropolitana de POA).

      E Então acordei.
      Isso se for verdade, afetará minha vida?

    7. Clécio abreu disse:

      Eu me vi fora do corpo, com a mão em cima do copo de água, de repente eu vi luzes saindo da minha mão, foi maravilhoso

    8. iza disse:

      Ola roberto. Em umas de minhas PAs vislumbrei o que seria meu futuro… Para abreviar vi um lugar e um senhor que só fui conhecer 1 ano e meio depois dessa projeção.. Exatamente como na projeção foi o acontecimento… Estes dias sonhei q amamentava um bebê. Minha duvida é sera q foi somente sonho? Onirismo? Ou um vislumbre de meu futuro? Como Roberto posso identificar nas minhas projeções em que tempo estou presente ou futuro… Existe alguma forma de saber ou controlar?

    9. jorge braddock disse:

      e possivel ALTERAR O PASSADO,com projeção de consciencia ou viagem astral?
      existe estudos para isso?


    Um anjo no céu

           Esta noite (08/10/2017) eu estava projetado dentro ...

    Leitos 6 e 7

       Esta noite (29/09/2017) adquiri consciência em plena atividade ...

    Estréia documentár

        Evento para convidados na estréia ontem (24/09/2017)  no ...

    Forno crematório

        Esta noite (04/09/2017) fui atraído pelas vibrações, sensações ...

    O diabo no telefone

         É interessante observar como, mesmo num ambiente onde ...