"O QUE É PROJEÇÃO ASTRAL?
Todas as noites, nossa consciência deixa de se manifestar no corpo físico e passa a se manifestar livremente num universo infinito de coisas fantásticas e maravilhosas... Habituada a esta situação, nossa consciência anseia por se libertar desligando-se instantaneamente de um cérebro físico preso a crendices, medos, condicionamentos e limitações Entretanto, quando a pessoa começa a se libertar de suas "barreiras" e a transcender a si mesma, também começa a ocorrer um fenômeno conhecido por diversos nomes: projeção astral, projeção da mente, desdobramento espiritual, projeção da consciência, sair consciente do corpo físico, experiência fora do corpo (EFC), viagem astral, etc. Porém, para mim, que vivencio este fenômeno todas as noites, passei a considerá-lo como um estado de "CONSCIÊNCIA EXPANDIDA", através do qual, posso pesquisar, investigar, analisar, realizar experiências, etc..."

Uma cidade de desencarnados

Esta noite (13/12/2013) sai projetado dentro da minha casa e senti uma presença estranha, parecia que o ambiente estava algo bruxuleante
 
Olhava para todos os lados e não via ninguém
 
Porém, de repente, como se surgisse do nada, apareceu uma entidade
 
Era um rapaz alto, de pele escura e aparência um tanto estranha
 
Perguntei-lhe o que ele queria
 
“Nada, só estava vagando por aí…” – Disse ele
 
Percebi que era um desencarnado que já sabia de sua condição, porém, aproveitava a sua liberdade de andar por aí
 
Apesar de ser uma figura estranha, ele era cordial e não senti nenhuma maldade nele
 
Convidou-me para ir com ele na Granja Olga, um condomínio fechado, localizado em Sorocaba, passear por lá
 
Aquela situação estranha deve ter mexido com meu metabolismo, pois voltei para o físico, despertando
 
Depois, saí projetado novamente e fui para outros lugares, até que encontrei o que me pareceu ser uma cidade algo translúcida à distancia
 
Achei interessante e resolvi investigar
 
Era um lugar cercado e perguntei para um homem que ia entrar, como eu fazia para entrar também
 
“Ah, é só pedir ali na portaria… vem comigo…” disse ele
 
Entrei com facilidade, porém, o porteiro me deu uma espécie de macacão de tecido fino para eu vestir
 
Devido aos condicionamentos do físico, achei inadequado vestir o macacão na frente de todo mundo e resolvi procurar uma banheiro para vestí-lo
 
O local era cheio de gente, tinha vários pavimentos, porém, não encontrava nenhum banheiro
 
Resolvi perguntar para um jovem, porém, ele demonstrou certa estranheza por não saber de nenhum banheiro por ali
 
Percebi que havia uma movimentação grande de atendentes atarefadas
 
Quando eu ia perguntar do banheiro para uma delas, “caiu a ficha”
 
Compreendi que ali não havia banheiros, pois as pessoas desencarnadas geralmente não utilizam deles
 
Aí, vesti o macacão, ali mesmo, por cima da minha roupa
 
Deduzi que o tal macacão tinha propriedades vibratórias, facilitando minha permanência no local
 
Depois, passei a observar melhor o local
 
Tinha grande movimentação de desencarnados, todos trajavam macacões, de diversas cores, provavelmente cada cor tinha sua finalidade vibratória
 
Alguns caminhavam, outros, como eu, utilizavam uma esteira deslizante
 
Passou por mim, na esteira, uma moça que deslizava rapidamente
 
Olhei para seus pés e compreendi que ela aprendera a flutuar e por isso, deslizava rapidamente
 
Observei que aqueles desencarnados ainda necessitavam de referencias de coisas físicas
 
Muitos frequentavam cursos esclarecedores, outros ainda necessitavam terem a impressão de comer, outros simplesmente ficavam passeando conversando e olhando tudo por ali

Artigos Relacionados

  • » Um anjo no céu
  • » Leitos 6 e 7
  • » Estréia documentário "Voadores"
  • » Forno crematório
  • » O diabo no telefone
  • » Observando o céu
  • » Observando alienígena
  • » Marido preso
  • » Mudança rápida de ambiente
  • » Em um corpo tatuado
  • 23 Comentarios Até agora

    1. Davi disse:

      Bom dia senhor. quero lhe fazer uma pergunta. tenho 14 anos e aprendi sobre viagem astral desde meus 12 anos através de um vídeo no youtube, então já fiz árias técnicas para sair do corpo, porém sempre quando eu sinto que vou sair do corpo meu coração bate muito forte e eu penso é agora! agora eu sai do corpo e meu coração bate tão forte que a sensação de sair do corpo para e eu não sinto mais nada e fico com muita raiva por não sair isso desde 2012. por que até agora não consegui sair? sendo que fiz tantas técnicas? o que eu tenho de errado? seria um grande prazer o senhor me ensinar uma técnica para eu conseguir sair do corpo. me ajuda?

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Davi

        A ansiedade, a tensão, o receio, podem atrapalhar, pois mexem com seu metabolismo e lhe mantêm preso ao físico

        Na hora, fique tranquilo, não pense em nada e deixe acontecer…

        Deixe apenas um fiozinho minimo de consciência para poder acompanhar as andanças do seu espírito

        Depois, com a continuidade das experiências, o seu cérebro físico assume o controle

    2. Breno Rodrigues disse:

      Roberto , esse lugar parecia um lugar evoluído ? você sabe onde ficava ?

    3. eu mesma disse:

      como eu posso saber se eu sou uma vampirizadora? se sim como ñ fazer mais isso? e se eu estiver sendo vampirizada? como deixarr de ser?

    4. Cristiano disse:

      Roberto, essa é umas das “cidade de vidro” que existe no astral, a principio eu pensava que estava tento alucinação quando a via mesmo estando acordado, agora tenho a certeza que elas são reais. Fico feliz em saber que meu “irmãozinho” foi resgatado e está em uma dessas cidades como já te disse em private. Tente ir mais no centro dessas cidades, é um espetáculo, quase todas tem uma imensa torre no centro, não sei para que serve mas não dá vontade de voltar. Não sei se disse anteriormente mas o tal aérobus relatado no livro e filme Nosso Lar nem chega aos pés do que vi, é muito semelhante em aparência e tamanho (alguns são mais longos) aos novos trens da CPTM mas como sempre, parecem ser de vidro e se deslocam a velocidades espantosas. O interior lembra os ônibus de turismo atuais mas não tem maquinista ou não percebi a presença do mesmo.

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Cristiano

        Os veículos no astral são de diversas formas

        Na medida em que uma consciência aprende a se locomover instantâneamente, ela não precisa mais de veículos no astral

    5. ALBERTO CORREA disse:

      Roberto Pineda, Relato fantástico, muito interessante, e traz informações totalmente novas, muito obrigado. Acredito muito em seus relatos. Cada um deles vale por uma montanha de livros, eu tenho certeza.

    6. Lucas B. disse:

      Olá Roberto,

      Pelo que você descreve em suas experiências, há pessoas que morrem (desencarnam) mas não ‘percebem’ que morreram, reproduzem seus condicionamentos/rotinas no astral. Mas porque?? Se uma pessoa possui uma angústia/ sofrimento grande no físico, ela reproduzirá isso no astral? A morte não deveria ser um momento de ‘libertação’? ir para um lugar melhor?

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Lucas

        Cada consciência tem o seu tempo necessário para a percepção e o entendimento

        É muito difícil transcender os condicionamentos do físico

        Nossa própria consciência precisou de muitas reencarnações e experiências para chegar ao entendimento que temos hoje

    7. Pedro Maia disse:

      Boa tarde! Como eram as construções nessa cidade? Semelhantes as do físico? Futuristas? Que função teriam essas cidades? Obrigado!

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Pedro

        Geralmente são algo diferentes do físico, entretanto, nada que seja alarmante/chocante

        Muitos desencarnados ainda necessitam de referencias do físico

        Na medida em que uma consciência evolui em percepção e entendimento, ela não necessita mais de cidades e ou lugares

    8. Pâmela disse:

      Olá Roberto…
      Queria entender algo. Mesmo q a pessoa esteja ciente de q está desencarnada ainda assim ela precisa de referências do mundo físico? Como comer, tomar banho, usar banheiro devido ao automatismo…

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Pâmela

        Geralmente a pessoa só se desprende aos poucos, na medida em que avança em percepção e entendimento

        E este processo pode ser muito longo para uns e mais curto para outros

    9. Maria Holl disse:

      olá,
      consegui me projetar! Foi algo um pouco mais intenso do que outras duas experiências que tive antes, que já te contei e que denominei como “amostra grátis”, de tão breve que foram. E hoje entendo que talvez tenha sido assim por eu ter ficado assustada, apesar de querer muito conseguir isso. Desta última vez procurei ficar calma e no controle da situação, mas ainda foi de forma inconstante e sem muito domínio, era como se não conseguisse me manter em equilíbrio ou, quando procurei “voar” saia sem rumo ou controle. O que achei estranho era que ouvia minha respiração e, mesmo sabendo que isso não era necessário, respirava de forma arfante e escutava direitinho. O que será que foi isso? Há um detalhe que estava meio gripada e por isso meu sono estava agitado, será que foi por isso? Foi muito bom, e mais uma vez agradeço poder ler seus relatos o que, com certeza estão ajudando no meu processo de aprendizado. Até breve!

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Maria

        Pelo que você descreve, provavelmente você ainda estava com as vibrações muito densas, ou seja, ainda muito ligada ao físico e por isso ainda podia sentir as impressões de sua respiração

    10. Carol disse:

      Olá Roberto.

      Andava pesquisando maiores informações sobre “paralisia do sono” que ocorreu duas vezes comigo, e vi a indicação de uma pessoa sobre pesquisar “projeção astral” para entender melhor tudo isso, e assim cheguei até aqui. Li alguns de seus relatos, e confesso que parece assustador e incrível. Acredito que muitas pessoas, assim como eu, realmente precisem disso, dessa “viagem”, para compreender o sentido de algumas coisas e compreender a si próprio, não sei se vai me entender. Tenho um pouco de medo, mas sinto que tenho uma certa necessidade de viver isso. Há com o que me preocupar?
      Li poucas coisas por aqui além dos relatos, desculpe se eu estiver fazendo alguma pergunta que você já tenha explicado.
      Até mais!

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Carol

        Fique tranquila, não há com o quê se preocupar, pois no astral nada e nem ninguém pode nos fazer mal

        A projeção nos liberta de crendices, nos faz compreender melhor a nós mesmos e aos nossos semelhantes

        Quanto mais nos projetamos, mais livres e independentes nos tornamos

    11. Pedro disse:

      Nas minhas tentativas de me projetar o máximo que consigo eh sair do corpo e ficar a +ou- 1metro do meu corpo físico, consigo ver o meu corpo físico na cama, o ambiente eh ligeiramente diferente.

      Mas ontem foi diferente: deitei para relaxar, após cerca de 30minutos comecei a sentir o EV, mas não o EV de sempre, era muito mas muito forte, tanto que achei que meu coração pudesse parar ou sei la perder os sentidos, tive medo e bloqueei.

      Sera que isso eh normal?

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Pedro

        Fique tranquilo, pois é normal

        O EV pode acontecer de forma muito intensa

        As vezes temos a impressão de estar acontecendo um terremoto, com ruídos intra-cranianos altíssimos


    Um anjo no céu

           Esta noite (08/10/2017) eu estava projetado dentro ...

    Leitos 6 e 7

       Esta noite (29/09/2017) adquiri consciência em plena atividade ...

    Estréia documentár

        Evento para convidados na estréia ontem (24/09/2017)  no ...

    Forno crematório

        Esta noite (04/09/2017) fui atraído pelas vibrações, sensações ...

    O diabo no telefone

         É interessante observar como, mesmo num ambiente onde ...