"O QUE É PROJEÇÃO ASTRAL?
Todas as noites, nossa consciência deixa de se manifestar no corpo físico e passa a se manifestar livremente num universo infinito de coisas fantásticas e maravilhosas... Habituada a esta situação, nossa consciência anseia por se libertar desligando-se instantaneamente de um cérebro físico preso a crendices, medos, condicionamentos e limitações Entretanto, quando a pessoa começa a se libertar de suas "barreiras" e a transcender a si mesma, também começa a ocorrer um fenômeno conhecido por diversos nomes: projeção astral, projeção da mente, desdobramento espiritual, projeção da consciência, sair consciente do corpo físico, experiência fora do corpo (EFC), viagem astral, etc. Porém, para mim, que vivencio este fenômeno todas as noites, passei a considerá-lo como um estado de "CONSCIÊNCIA EXPANDIDA", através do qual, posso pesquisar, investigar, analisar, realizar experiências, etc..."

Tentando Ajudar…

 Esta noite (05/05/2008) tentei ajudar um rapaz a mudar a postura de um homem que sacrifica seus empregados

 

Saí projetado e encontrei por sintonia uma plantação de cana, onde um rapaz falava com o encarregado tentando melhorar as condições de trabalho.

 

As atividades eram intensas

Fiquei curioso em saber se aquelas atividades estavam ocorrendo no físico ou no astral. Eu sabia que no físico era de madrugada, porém, no astral enxergamos de forma muito clara e isso não servia como parâmetro

 

Logo “caiu a ficha” e compreendi que estávamos no astral, pois o tal encarregado podia conversar conosco e eu sabia que estava projetado e, portanto se estivéssemos no físico isso não ocorreria.

 

Não há estranheza nisso, pois muitas pessoas, quando fora de seus corpos, dão continuidade as suas atividades no físico, ou seja, vão trabalhar normalmente como se ainda estivessem no físico. Isso ocorre às vezes até com desencarnados

 

O tal encarregado disse que não podia fazer nada, que ele cumpria ordens e sugeriu que falássemos com o patrão dele

 

Fomos procurar o tal patrão, não sem antes passarmos pelos “seguranças” constituídos provavelmente por desencarnados e encarnados fora do corpo. Digo “provavelmente” porque eu não me preocupei com esses detalhes. Achei natural que o tal patrão, mesmo estando fora do corpo, tivesse em sua volta entidades que o “protegiam”

 

Explicamos o que queríamos e os “seguranças” nos levaram até ele

 

Era um homem “seco”, desagradável… Sentou num monte de qualquer coisa para nos ouvir

 

Percebi que o tal rapaz o chamava pelo nome, o que demonstrava que ele o conhecia, enquanto explicava os problemas.

 

O tal patrão respondeu que não podia fazer nada, que ele tinha aquele negócio para dar lucros e não podia amolecer.

 

“Mas as pessoas estão sofrendo… Dê a elas pelo menos a assistência médica…”.

 

O tal patrão se levantou, recusando tudo e encerrou o assunto.

 

O rapaz olhou para mim e falou desanimado:

 

“É… Não deu…”.

 

Em seguida saiu dali instantaneamente

 

Achei interessante postar essa experiência, pois demonstra como no astral se tenta apelar para a consciência das pessoas encarnadas no sentido de mudarem suas atitudes no físico, muitas vezes sem sucesso, como nesse caso.


Artigos Relacionados

  • » Um anjo no céu
  • » Leitos 6 e 7
  • » Estréia documentário "Voadores"
  • » Forno crematório
  • » O diabo no telefone
  • » Observando o céu
  • » Observando alienígena
  • » Marido preso
  • » Mudança rápida de ambiente
  • » Em um corpo tatuado
  • 1 Comentario Até agora

    1. Ailton disse:

      Muito interessante este relato, mas o importante é tentar, pois algumas pessoas as vezes pode mudar e acabar aceitando a ajuda.


    Um anjo no céu

           Esta noite (08/10/2017) eu estava projetado dentro ...

    Leitos 6 e 7

       Esta noite (29/09/2017) adquiri consciência em plena atividade ...

    Estréia documentár

        Evento para convidados na estréia ontem (24/09/2017)  no ...

    Forno crematório

        Esta noite (04/09/2017) fui atraído pelas vibrações, sensações ...

    O diabo no telefone

         É interessante observar como, mesmo num ambiente onde ...