"O QUE É PROJEÇÃO ASTRAL?
Todas as noites, nossa consciência deixa de se manifestar no corpo físico e passa a se manifestar livremente num universo infinito de coisas fantásticas e maravilhosas... Habituada a esta situação, nossa consciência anseia por se libertar desligando-se instantaneamente de um cérebro físico preso a crendices, medos, condicionamentos e limitações Entretanto, quando a pessoa começa a se libertar de suas "barreiras" e a transcender a si mesma, também começa a ocorrer um fenômeno conhecido por diversos nomes: projeção astral, projeção da mente, desdobramento espiritual, projeção da consciência, sair consciente do corpo físico, experiência fora do corpo (EFC), viagem astral, etc. Porém, para mim, que vivencio este fenômeno todas as noites, passei a considerá-lo como um estado de "CONSCIÊNCIA EXPANDIDA", através do qual, posso pesquisar, investigar, analisar, realizar experiências, etc..."

Percebendo o Astral

Esta noite (27/01/2008) eu me deitei de lado para dormir normalmente

 

De repente eu comecei a enxergar a parede do meu quarto

 

Naquele estado entre o sono e a vigília física, achei a principio que era alguma luz, talvez meu celular, que estava no criado mudo, por alguma razão tivesse acendido, pois eu durmo num quarto totalmente no escuro.

 

A cortina do meu quarto tem um forro de pano preto para não entrar luz, pois gosto de dormir no escuro total.

 

Ao pensar em virar-me para ver o que era, ficou novamente tudo escuro e percebi então que eu enxergava a parede porque estava começando a sair projetado.

 

Quando saímos projetados geralmente enxergamos no escuro como se fosse dia claro

 

Apesar de eu estar habituado ao astral, a primeira reação que tive foi pensar num acontecimento físico.

 

Ora, se podemos perceber o astral de forma tão fácil e natural num simples cochilo, porque então as pessoas relegam suas experiências no astral ao esquecimento???

 

Por que tanta estranheza da mente física ao astral???

 

Por que tantas pessoas não percebem o astral???

 

Provavelmente porque o astral pode ser assustador e incompreensível para mentes “presas” às habitualidades e condicionamentos do físico

 

No astral podemos ver pessoas aparecerem e desaparecerem do nada à nossa frente, pois nos locomovemos numa fração de segundo.

 

No astral as pessoas podem adotar/criar/plasmar a forma que quiserem, podendo se apresentar na forma de monstros, ETs e diabos… Isso sem contar que de acordo com suas vibrações a aparência da pessoa pode adquirir uma forma assustadora independente, às vezes, de sua vontade.

 

O próprio ambiente astral, devido ser sutil, permite a criação /plasmagem de coisas com a vontade, com os medos, com as crendices e com as fantasias de cada pessoa.

 

Imagine então quantas coisas estranhas e inexplicáveis uma pessoa pode ver no astral…

 

Por isso, penso que uma mente ambientada no físico tem a tendência instintiva de ignorar, apagar, procurar esquecer tudo aquilo que lhe cause estranheza e ou temor, que se mostre incompreensível, desconhecido, relegando tudo a simples imaginação, sonho ou pesadelo, devido principalmente à densidade do físico que aparentemente funciona como se fosse poderoso filtro do mais sutil, dificultando a percepção e mesmo as lembranças

 

Minhas experiências me mostram que boas vibrações e entendimento derrubam “barreiras” e facilitam o processo


Artigos Relacionados

  • » Observando o céu
  • » Observando alienígena
  • » Marido preso
  • » Mudança rápida de ambiente
  • » Em um corpo tatuado
  • » Torrões de solo
  • » Percebendo o envio de mensagem pelo celular
  • » Duas mulheres em outro planeta
  • » Depois da morte
  • » Pessoas em desespero

  • Observando o céu

       Esta noite (16/07/2017) observei que muitas pessoas no astral, ...

    Observando alieníge

     Hoje (08/07/2017) voltei de viagem e depois de dirigir ...

    Marido preso

        Hoje (17/06/2017) eu estava no astral quando fui ...

    Mudança rápida de

       Hoje (15/05/2017) eu estava projetado observando o movimento de ...

    Em um corpo tatuado

       Na segunda-feira (24/04/2017) eu estava projetado e entrei em ...