"O QUE É PROJEÇÃO ASTRAL?
Todas as noites, nossa consciência deixa de se manifestar no corpo físico e passa a se manifestar livremente num universo infinito de coisas fantásticas e maravilhosas... Habituada a esta situação, nossa consciência anseia por se libertar desligando-se instantaneamente de um cérebro físico preso a crendices, medos, condicionamentos e limitações Entretanto, quando a pessoa começa a se libertar de suas "barreiras" e a transcender a si mesma, também começa a ocorrer um fenômeno conhecido por diversos nomes: projeção astral, projeção da mente, desdobramento espiritual, projeção da consciência, sair consciente do corpo físico, experiência fora do corpo (EFC), viagem astral, etc. Porém, para mim, que vivencio este fenômeno todas as noites, passei a considerá-lo como um estado de "CONSCIÊNCIA EXPANDIDA", através do qual, posso pesquisar, investigar, analisar, realizar experiências, etc..."

Novamente impressões e sensações

Hoje (27/10/2012), por volta de umas 18:00 hs novamente eu  tive fortes impressões e sensações, semelhantes as que já relatei anteriormente no link abaixo:
 
 
 
Agora aconteceu no físico
 
O curioso é que em tal situação é como se eu passasse a ter acesso a uma área de minha consciência que para meu cérebro físico está como “esquecida”
 
Eu posso revivenciar novamente, apesar de durar poucos instantes, situações dos meus períodos de “apagões” no astral
 
Vejo pessoas que conheço muito bem, porém, não as conheço no físico
 
É uma sensação estranha de “dupla vida”, pois percebo coisas que fiz, que conversei e que não tinha conhecimento em minha vida física
 
Será que minha percepção aqui no físico está se aproximando cada vez mais da minha consciência no astral???
 
Penso que seria muito interessante passar a ter “consciência integral”, tanto da minha vida física como da minha vida no astral, de forma completa e não apenas através de minhas projeções
 
Todas as noites eu tenho projeções, porém, não é sempre que eu passo a noite toda consciente no astral, mas sim,  tenho períodos de “apagões”
 
E nestes períodos de “apagões” eu não sei o que faço no astral
 
Na falta de um parâmetro melhor para descrever,  é como se eu estivesse chupando um limão com as impressões e sensações aumentadas em muito
 
Talvez seja uma espécie de acesso à “consciência plena”, que vive em constantes vibrações e daí a sensação de limão
 
Nestes instantes eu me deixo levar e percebo momentos vivenciados no astral que eu desconhecia na minha vida física
 
Vou tentar desenvolver e aperfeiçoar este estado para ver se posso controlá-lo e melhor aproveitá-lo
_______________________________
Hoje, domingo  (28/10/2012)  por volta das 17:00 hs aconteceu novamente
E durou poucos instantes,  pois ainda não aprendi como fazer para  perdurar o processo, que parece se iniciar do nada
 
 

Artigos Relacionados

  • » Um anjo no céu
  • » Leitos 6 e 7
  • » Estréia documentário "Voadores"
  • » Forno crematório
  • » O diabo no telefone
  • » Observando o céu
  • » Observando alienígena
  • » Marido preso
  • » Mudança rápida de ambiente
  • » Em um corpo tatuado
  • 39 Comentarios Até agora

    1. Rimenes Araujo Rocha disse:

      Caríssimo Roberto,

      Sou um visitante assíduo do seu site. Sempre apareco por aqui para ler suas postagens recentes.

      Gostaria de um dia destes, se você puder me receber, aparecer na sua cidade para poder conversar com você a respeito de projeções.

      Todas as projeções que tive acontecem como na maioria de seus relatos. Eu derrepente me percebo fora do corpo no astral. Ainda não me vi saindo do meu corpo. A pergunta que gostaria de fazê-lo é a seguinte? Será que sempre somos acordados no astral por nossos amparadores, guias ou amigos; ou não? Será que percebemos que estamos fora do corpo por um processo natural?

      Parabéns pelo trabalho que faz e pelo número de consciências que você ajuda com este trabalho de divulgação dos seus relatos projetivos.

      Abraços,

      Rimenes A. Rocha
      Engenheiro de Telecomunicações
      Especialista em TV Digital

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Rimenes

        Eu entendo que não devemos criar dependências de nada e nem com ninguém

        É muito importante conseguirmos nossa própria desenvoltura no astral, pois sozinhos aprendemos a ser mais eficientes, nos libertando de muitas crendices, barreiras e condicionamentos

        Todos nós saímos do corpo físico todas as noites, querendo ou não

        Então torna-se apenas uma questão de perceber que se está no astral

        Sugiro que habitue sua mente ao questionamento contante sobre tudo o que vê na sua frente

        Isso cria em você uma espécie de automatismo

        Aí quando estiver no astral, automaticamente você se perguntará:

        Quê lugar é esse???

        Como vim parar aqui???

        Isso certamente poderá ajudá-lo a “despertar” no astral

      • marcio Vidal disse:

        Amigo,
        poderiamos marcar uma data (final de semana), para que um grupo interessado pudesse se encontrar com
        Pineda e juntos viajar-mos nas muitas histórias que todos nós contariamos. Há muito tempo penso nisso.
        Você que esta lendo isto, que faz parte da lista ou não, poderia colaborar com um comentário a esse respeito? Moro no Rio, sem problema um encontro em São Paulo.
        Com a aprovação do Roberto, é claro!!
        Um abraço,
        MVidal

        • Roberto Pineda disse:

          Olá Márcio

          Na época que eu assinava a lista Voadores, o Lázaro sempre promovia encontros deste tipo com os assinantes

          Era um hábito por lá

          Penso que estes encontros ainda continuam

          Nunca participei, pois moro em Sorocaba e sou um cara meio recluso, gosto de viver sossegado

    2. Breno Rodrigues disse:

      Afinal,eu sou uma consciencia ou eu tenho uma consciencia?? qual seria o correto?

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Breno

        Eu entendo que somos manifestações da “Consciência Universal” que se individualizaram através do tempo

        Ou seja, em essência nós somos a própria “Consciência Universal”

    3. Renan disse:

      Olá Roberto Pineda!
      Gostaria de saber se existe algum método de entrar no astral (ou se projetar) quando a pessoa entra em Catalepsia Projetiva. Muito obrigado!

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Renan

        Quando ocorre a chamada “Catalepsia Projetiva” geralmente a pessoa entra em panico, pois não consegue mexer o corpo físico

        Mantenha a calma e pense em sair suavemente, se desprendendo e ou se deixando levar…

    4. Hiago disse:

      É possível voltar no tempo, ou até mesmo avançar? Sou novo no assunto, queria saber mais! Tem um site sobre o assunto? Se sim, poderia passar!

    5. Marcello Rodrigues disse:

      Olá amigo Roberto, quanto tempo!
      Sou aquele artista plástico de SP…não sei se lembra.
      Amigo, quanto a este post fiquei um pouco intrigado… esses acontecimentos de uma consciência plena não teria haver com esse momento de transição que a terra esta passando, e você de alguma forma esta vivenciando uma alteração no astral (ou em voce mesmo)?
      Não sou mistico, nem gosto de ver as coisas por este angulo, mas gostaria de saber sua opinião a respeito…pois sinto como se houvesse algum mistério no ar… o clima, o tempo, etc. tenho percebido que pessoas tem conversado comigo perguntando do nada se não estaria sentindo algo estranho.
      Já tive alguma projeção consciente, conforme já devo ter comentado com você, mas minha correria (vida material) me dificulta a concentração e a desenvolver meus potenciais como eu gostaria.
      Mas não sou insensível, tenho sentido muitas coisas, e a necessidade de me achegar a Deus de uma maneira que nunca senti.
      Quais suas impressões no astral e qual a sua opinião sobre esses boatos de mudanças na terra?

      Um abraço de seu amigo Marcello

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Marcello

        Eu entendo que quando uma coisa é concreta, as almas, as consciências o percebem e ou começam a perceber de forma intuitiva

        Também percebo que ultimamente as facilidades de comunicação tem acelerado o processo

        Ao se comunicarem mais, as pessoas começam a se perceberem mais, a se enxergarem mais, uns aos outros, estimulando o entendimento e a conscientização

        O mundo está mudando e está mudando para melhor

        E é claro, o ambiente físico reflete essa mudança do conjunto vibratório das pessoas

        • Breno Rodrigues disse:

          Na experiencia chamada “ajudando a atravessar” aquele lugar onde o casal foi, era a dimençao mental? ou ainda não?

        • Marcello Rodrigues disse:

          Sim é verdade, principalmente a internet…
          Mas tenho percebido a questão intuitiva de uma maneira que nunca tinha visto antes…inclusive pessoas sem instrução tem sentido estas mudanças…
          Percebo que cada vez que buscamos mais luz no nosso dia a dia, começamos a refletir também nossas atitudes no astral, assim estamos mais próximos do criador…estamos numa vibração mais sutil e mais promissora… é isso que percebo.

    6. Israel disse:

      E ai Grande Roberto, gostaria me que respondesse uma pergunta, voce ja praticou meditaçao? Existem muitos tipos de meditaçao estou mais interessado naquele em que se silencia ou mente ou prenche a mente de silencio, de modo que voce pare de conversar com si mesmo pare de pensar no futuro ou no passado fique apenas relaxado vivendo o momento, sempre que conseguimos alcançar esse estado absoluto de silencio junto com o sono do corpo conseguimos uma experiencia espiritual tipo viagem astral ou em planos mais elevados ainda.
      Mesmo quando alcançamos esse estado no nosso dia a dia sem o sono do corpo, quando dormimos isso repercute em nossos sonhos e tambem nos trazem experiencia belissimas.
      entao ja praticou? se nao praticou poderia experimentar por um periodo de 1 semana ou um mes todos os dias e nos relatar os beneficios?

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Israel

        Eu entendo que nossa consciência não deve se prender a formatos

        Formatos geralmente tem a ver com condicionamentos do físico

        E nossa consciência é livre, para perceber e entender

        Eu por exemplo, uso o termo “Projeção Astral” devido ser sobejamente conhecido, porém, o formato descrito parece-me equivocado, pois eu entendo que não é nossa consciência que sai do corpo, que se projeta, mas sim, é nossa consciência que deixa de se manifestar no corpo físico, o que é bem diferente

    7. Léo disse:

      Olá Roberto,li seu post de tecnicas para projeção astral,mas não entendi muito bem a parte de tomar consciencia quando ja se esta no astral,a parte que me refiro é a que você fala sobre aquelas perguntar “onde estou”,etc,se entendi direito,essas perguntas ajudam a tomar coinsciencia quando ja se esta fora do corpo fisico?. Tambem tenho outra pergunta,gostaria de saber se no astral tem como irmos a lugares e ver pessoas fisicas,por exemplo,ir visitar um parente distante mesmo que ele não nos veja,se sim,como se faz isso?

      Abraço.

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Léo

        Sim, você adquire uma espécie de automatismo questionador que o ajudam a despertar no astral, saindo da passividade, pois passa a questionar tudo o que vê pela frente

        Sim, você pode ir para onde quiser

        Basta procurar entrar em sintonia com a pessoa, passando a senti-la, aonde ela estiver

        • Léo disse:

          Entendi,obrigado por responder…
          Tenho só mais uma duvida,ja estou a alguns dias tentando entrar em estado vibracional e nem isso consigo,queria saber se o “segredo” para conseguir é a pratica,ou se estou fazendo algo errado.

          Abraço.

          • Roberto Pineda disse:

            Olá Léo

            O chamado “EV – Estado Vibracional” acontece quando a pessoa começa a perceber o astral num estado de manifestação muito sutil, já saindo do corpo

            Nesse momento, parece que um verdadeiro terremoto está acontecendo…

            Procure sutilizar seu “padrão vibratório” melhorando seus pensamentos, sentimentos, atos, palavras, sintonias

            Isso poderá ajuda-lo a perceber o ambiente astral

    8. Tom disse:

      Caraca Pineda, eu sai projetado hoje ( e fez aquele barulhinho de energia elétrica antes de sair) .
      Eu estou morando aqui no Rio , e quando tentei ir para a praia, em vez de pesquisar algo , resolvi ”cantar umas gatinhas” , quando comecei a olhar para as mulheres , achei que todas estivessem no físico, uma delas foi em minha direção com um aspecto belíssimo , loira vertiginosa , só que eu senti uma podridão imensa nela, era meio óbvio que alguém plasmou aquela forma pra vampirizar .

      A pergunta é : como a pessoa que fez isso soube qual aparência seria útil para seduzir?

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Tom

        Geralmente umbralinos sabem disso porque observam, sentem e percebem as reações da pessoa

        • marcio Vidal disse:

          Oi Pineda,
          esta noite fui deitar meio cansado pois tinha trabalhado muito e lido um livro espirita, pois bem, certa hora me pareceu que uma turbulência de gente gritando ao mesmo tempo, uma confusão só. acho que era a separação consciente, então vejo dois vultos em cima de mim me dando socos desesperados (eu não sentia nada!), e aí começei a rezar e desapareceram, foi quando vejo pessoas entrarem no meu quarto e conversarem comigo, queria conversar mas minha fala saia toda estranha (pôxa, leio tanto a esse respeito e na hora não tive lucidez!). Levei uma entidade para sala e quis pegar nela, sentir e senti mesmo, mas a lucidez? Não fiquei com medo, só não aproveitei. Parece que acontece quando menos espero e, de surpresa, não estou preparado. Uma pena. Um abraço aí,
          MVidal

          • Roberto Pineda disse:

            Olá Marcio

            É muito comum a pessoa não adquirir lucidez de imediato no astral

            No astral nossa percepção pode se ampliar em muito e isso causa estranheza para o cérebro físico

            Entretanto, aos poucos você se acostuma

            Continue com suas experiências

    9. Renan disse:

      Olá Roberto Pineda!
      A respeito de me perguntar as coisas do mundo físico, para poder “acordar” diretamente no astral, gostaria de saber se quando eu faço essas perguntas, devo sentir algo, ou se devo apenas perguntar para mim mesmo! Devo fazer essas perguntas quando vejo coisas desconhecidas ou podem ser até coisas que eu já conheço? Obrigado!

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Renan

        Pode fazer do jeito que você quiser

        O importante é você se tornar um questionador e passar a não aceitar de forma passiva o que vê pela sua frente

        Dessa forma você cria uma espécie de “gatilho” que vai ajuda-lo a “despertar” quando estiver no astral

    10. André Lac disse:

      Oi pessoal! Felicitações Roberto Pineda! Sobre tomar consciência já estando no astral uma coisa que funcionou comigo foi me questionar se estou no fisico ou no astral e ai dá um pulinho(fazia quando estava sozinho para não despertar a curiosidade das pessoas)e ai uma noite eu vi minha mãe (já desencarnada), questionei-me onde estava e quando pulei p/ certificar-me comecei a flutuar, até esqueci da minha mãe e fui voar por ai… Vi essa dica do pulinho depois de questionar onde estou pesquisando na internet, acho que foi algo ligado a gnoses, Samaél e etc…
      Abraços a todos

      • Roberto Pineda disse:

        Olá André

        Sim, a “dica” do pulinho pode funcionar para alguns

        Porém, eu prefiro “romper” com a passividade de a tudo aceitar sem refletir

    11. Vinicius Brito disse:

      Olá, Roberto!

      Gostaria de agradecer a ti pela sua paciência, sabedoria e cuidado ao escrever artigos, posts e ao responder as perguntas dos visitantes do seu site! Muito obrigado! Você está ajudando muitas pessoas a se elevar espiritualmente e a evoluir neste plano e no astral.

      Grande Abraço!

      Vinicius

    12. Marcio Vidal disse:

      Companheiro,
      a moderação barrou um comentário meu, não sei o motivo, poderia esclarecer para que eu não mais erre ou entre em contradição com o intuito do site?

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Marcio

        As vezes recebo muitos E-Mails e comentários e só posso responder no meu tempo disponível

        Por isso, o post e a resposta podem não sair de pronto

    13. Ronie Ragazzi disse:

      Boa tarde Roberto,

      Conheci este blog hoje e achei muito interessante!
      Ainda não consigo ter recordações do plano astral, ainda estou em fase de treino, tenho algumas dúvidas…sei que no plano físico somos uma pessoa e que no astral somos outra e que agimos mais abertamente, gostaria de saber mais sobre isso e também sobre encontros astrais, se a partir de um momento que você está se encontrando com alguém conhecido no plano, estaria acontecendo o mesmo com ela?

      Abraço!

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Ronie

        Nossa consciência tem uma percepção mais ampla e por isso temos a impressão de que somos diferentes

        Entretanto, não somos duas pessoas, mas sim, a mesma pessoa. A diferença é o ambiente de manifestação. No físico estamos presos a condicionamentos. No astral somos mais livres e perceptivos

        As vezes a pessoa que o projetor tem na sua frente não é a mesma pessoa do físico

        Isso ocorre porque no astral o projetor conhece muitas pessoas que nunca viu no físico e a substitui pela imagem de uma pessoa conhecida no físico para não causar estranhezas

    14. Pedro Drumond disse:

      Impressões e sensações como fortes pressões na cabeça e na testa(que não causam dor ou incômodo, porém fortes), calafrios por todo corpo e vez ou outra um fugaz “Bem- Estar”… essas coisas possuem um significado relevante? O que de fato poderiam significar para quem as sente? Obrigado!

    15. Joana Porto disse:

      Olá Roberto Pineda!!
      Primeiro gostaria de parabenizá-lo pelo site que é tão interssante!!!! Bem,já li muitos dos seus posts e gostaria de perguntar se o você acredita em vidas passadas e reincarnação?

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Joana

        Sim, quando estamos projetados podemos sentir e perceber nossas vivencias passadas em outras vidas

        Também podemos sentir e perceber pessoas queridas, nossos afetos, desenvolvidos ao longo de muitas vidas e que hoje se manifestam em outros corpos e usam outros nomes

        Por exemplo: Minha mãe já esta reencarnada, sei quem ela é e onde mora, porém, não posso ir até ela


    Um anjo no céu

           Esta noite (08/10/2017) eu estava projetado dentro ...

    Leitos 6 e 7

       Esta noite (29/09/2017) adquiri consciência em plena atividade ...

    Estréia documentár

        Evento para convidados na estréia ontem (24/09/2017)  no ...

    Forno crematório

        Esta noite (04/09/2017) fui atraído pelas vibrações, sensações ...

    O diabo no telefone

         É interessante observar como, mesmo num ambiente onde ...