"O QUE É PROJEÇÃO ASTRAL?
Todas as noites, nossa consciência deixa de se manifestar no corpo físico e passa a se manifestar livremente num universo infinito de coisas fantásticas e maravilhosas... Habituada a esta situação, nossa consciência anseia por se libertar desligando-se instantaneamente de um cérebro físico preso a crendices, medos, condicionamentos e limitações Entretanto, quando a pessoa começa a se libertar de suas "barreiras" e a transcender a si mesma, também começa a ocorrer um fenômeno conhecido por diversos nomes: projeção astral, projeção da mente, desdobramento espiritual, projeção da consciência, sair consciente do corpo físico, experiência fora do corpo (EFC), viagem astral, etc. Porém, para mim, que vivencio este fenômeno todas as noites, passei a considerá-lo como um estado de "CONSCIÊNCIA EXPANDIDA", através do qual, posso pesquisar, investigar, analisar, realizar experiências, etc..."

Mormaço Atrapalha a Projeção?

Esta noite (15/09/2004) por volta de 01h00min ou 01h30min da madrugada, estava abafado; típico mormaço antes da chuva (choveu um mínimo naquele horário).

Logo que eu saí projetado, me vi no quintal em frente de minha casa, parecia que milhões de amarras atrapalhavam… Eu tinha que fazer um esforço enorme para tentar conseguir lucidez…

Meu cachorro Átila, passou por mim e pareceu-me que foi deitar-se no corredor… 

Eu não conseguia enxergar direito, estava escuro igual no físico, o que é estranho, pois normalmente eu enxergo nítido no astral, mesmo estando escuro. 

Percebi que ele estava fora de seu corpo físico e achei aquele comportamento dele estranho por dois motivos:

1) Ele deve ter percebido alguma coisa em mim alguma coisa que o assustou ou lhe causou estranheza, pois ele passou por mim sem parar… O que normalmente não acontece, pois sempre que me vê, ele fica próximo de mim, mesmo no astral.

2) Ele passou pela porta do corredor direto, como se estivesse aberta… E eu sabia que naquele horário a porta do corredor estava trancada à chave. Será que o cachorro estando fora de seu corpo físico, age ou reage da mesma forma que nós, no astral, atravessando portas sem perceber, ou sem ligar para elas?

Eu estava quase “apagando”, perdendo os sentidos no astral, e fazia um esforço enorme para conseguir “despertar”… Chacoalhava-me, passava a mão no cabelo, balançava a cabeça…

Chamei meu cachorro e aí, ele veio perto de mim, atravessando novamente a porta, sem ligar para ela… Passei a mão no pelo dele e senti aquela sensação já conhecida, que é diferente do contato no físico. Parece ter uma maciez maior no astral.

Eu, num esforço desesperado, atravessei a porta do corredor e atravessei também a porta da cozinha, que igualmente, sabia que estava fechada à chave no físico. Tentei acender a luz da cozinha e não consegui apesar do interruptor ser macio e acender a um leve toque no físico.

Aí fui “puxado” para meu corpo físico, despertando com calor e falta de ar no físico…

 

Será que o mormaço, aquele abafado típico antes da chuva atrapalhou minha projeção?

 

Será que a chuva no físico, ou antes, da chuva o mormaço, provoca alguma espécie de desequilíbrio energético momentâneo, atrapalhando a projeção?

 

Será que eu estava de alguma forma ou por algum motivo, muito atrelado ainda a meu corpo físico e daí as sensações de amarras, o que normalmente ocorre?

 

Será que foi isto que assustou meu cachorro, que deve ter visto aquele monte de fios energéticos saindo do meu corpo astral e ligando meu corpo físico?

 

Será que o calor e a falta de ar que senti no físico, causado provavelmente pelo mormaço, provocou estes problemas?

 

Claro que muitas coisas podem atrapalhar a projeção, como por exemplo:

O incomodo no corpo físico, cansaço, dor, falta de ar, barulho, dia muito tenso, nervosismo, desequilíbrio emocional, o ambiente, as sintonias, etc.

Entretanto o que eu quis mostrar neste relato é que parece que no instante que precede a chuva, há uma espécie de instabilidade energética que provoca ou pode provocar alterações em nossas projeções.

Já percebi através de algumas projeções que a chuva, tanto no físico, quanto a seus equivalentes no astral (chuva energética, chuva ácida, gotas grossas, fogo, etc.) são mecanismos que promovem a “limpeza” de ambientes “carregados” revigorando-os e exatamente neste processo devem ocorrer alterações energéticas que de alguma forma nos afetam ou podem afetar quando estamos projetados, ou talvez, saindo e ainda próximos do físico.


Artigos Relacionados

  • » Observando o céu
  • » Observando alienígena
  • » Marido preso
  • » Mudança rápida de ambiente
  • » Em um corpo tatuado
  • » Torrões de solo
  • » Percebendo o envio de mensagem pelo celular
  • » Duas mulheres em outro planeta
  • » Depois da morte
  • » Pessoas em desespero
  • 4 Comentarios Até agora

    1. Rich disse:

      Este relato me ajudou bastante, eu me identifiquei porque quando me dou conta que estou no astral fico me esforçando para abrir a lucidez. Geralmente me dou no astral com visão não tão nítida e cansado, igual quando estamos com muito, mas muito sono mesmo no físico, na vdd não acho que chego a ficar com tanto sono assim no físico kkk.


    Observando o céu

       Esta noite (16/07/2017) observei que muitas pessoas no astral, ...

    Observando alieníge

     Hoje (08/07/2017) voltei de viagem e depois de dirigir ...

    Marido preso

        Hoje (17/06/2017) eu estava no astral quando fui ...

    Mudança rápida de

       Hoje (15/05/2017) eu estava projetado observando o movimento de ...

    Em um corpo tatuado

       Na segunda-feira (24/04/2017) eu estava projetado e entrei em ...