"O QUE É PROJEÇÃO ASTRAL?
Todas as noites, nossa consciência deixa de se manifestar no corpo físico e passa a se manifestar livremente num universo infinito de coisas fantásticas e maravilhosas... Habituada a esta situação, nossa consciência anseia por se libertar desligando-se instantaneamente de um cérebro físico preso a crendices, medos, condicionamentos e limitações Entretanto, quando a pessoa começa a se libertar de suas "barreiras" e a transcender a si mesma, também começa a ocorrer um fenômeno conhecido por diversos nomes: projeção astral, projeção da mente, desdobramento espiritual, projeção da consciência, sair consciente do corpo físico, experiência fora do corpo (EFC), viagem astral, etc. Porém, para mim, que vivencio este fenômeno todas as noites, passei a considerá-lo como um estado de "CONSCIÊNCIA EXPANDIDA", através do qual, posso pesquisar, investigar, analisar, realizar experiências, etc..."

Livrando-se de um Obsessor

Esta noite (20/07/2008) entrei em sintonia com um homem que começava a pensar em livrar-se de terrível obsessor

 

Aproximei-me dele e percebi uma entidade totalmente negra, parecia feita de piche (betume)

 

A “dominação” era exercida de tal forma que parecia serem dois seres malignos, agindo em conjunto

 

Eu disse ao homem que ele precisava mudar a atitude, mudar suas vibrações para se livrar daquela entidade.

 

Ele disse que não podia, pois a tal entidade era demoníaca e a reação dela depois seria muito pior.

 

Eu disse que não, pois as vibrações dele a manteriam distante, além do quê eu estava ali ajudando.

 

“Como é que eu faço???” – perguntou ele

 

“Pense em coisas boas…” – respondi e o abracei.

 

A entidade maligna foi instantaneamente atirada longe, pelas nossas vibrações em conjunto, como se levasse violento impacto.

 

Ainda segurando o homem, tirei-o dali em desabalada carreira.

 

Se eu acreditasse em Diabo, não poderia fazer aquele socorro e fraquejaria, pois dava para sentir nitidamente que havíamos mexido com coisas muito ruins. 

 

A tal entidade dava grandes saltos, pulando na nossa frente e tentando barrar nossa passagem.

 

“Eu não falei?” – disse o homem.

 

“Ele é ligado ao Diabo…” – referindo-se a tal entidade.

 

“Calma… Não existe Diabo”  – falei para ele, desviando-nos da tal entidade que tentava barrar nossa passagem.

 

“Está vendo? Ele não consegue fazer nada…” – eu disse ao homem.

 

Depois de três tentativas a tal entidade parou de pular na nossa frente e pude levá-lo para longe

 

Sentindo que a tal entidade poderia aproximar-se novamente, o homem desesperado falou:

 

“Por favor, me ajude… Não deixe ele me pegar…”.

 

Senti que ele estava sinceramente disposto a livrar-se daquilo

 

“Pense em coisas boas…” eu disse a ele.

 

Enfiei meus dedos dentro da cabeça dele, próximo dos olhos para ajudá-lo a concentrar-se.

 

Meus dedos entraram com certa facilidade, como se fosse algo pontudo entrando numa manteiga.

 

Agi intuitivamente e esse gesto teve um efeito transformador no “cérebro” do tal homem, que se acalmou.

 

Tais vivências, certamente darão ao tal homem as referencias necessárias para que doravante ele possa se defender.


Artigos Relacionados

  • » Um anjo no céu
  • » Leitos 6 e 7
  • » Estréia documentário "Voadores"
  • » Forno crematório
  • » O diabo no telefone
  • » Observando o céu
  • » Observando alienígena
  • » Marido preso
  • » Mudança rápida de ambiente
  • » Em um corpo tatuado
  • 10 Comentarios Até agora

    1. zehir disse:

      Tudo resquicios de ilusão… o fisico apodrece muita coisa…

    2. Alexandre disse:

      Através da CULPA E/OU do MEDO deixamos aberta a “porta” pela qual os obsessores entram e fazem a festa, buscando nos dominar.

      O AMOR SINCERO é nossa maior garantia de proteção e pensar no BEM DOS OUTROS nosso maior trunfo.

      É isso!

      • Alexandre disse:

        Por AMOR SINCERO me refiro àquele que vem de dentro, sem fingimento, aliás pensando bem, no “astral” onde fingimentos e mentiras não “colam” como aqui no físico, o emprego da expressão amor sincero é até redundante e desnecessária no lado de lá, pois o sentimento de amor lá será sempre sentido como verdadeiro.

    3. Maria Cristina D. Mendes disse:

      Sr. Pineda,
      como posso intervir em favor de um filho adolescente que se vê atormentado por pensamentos recorrentes ruins (que ele diz que não são dele), mesmo sendo uma pessoa pura e, estando em um lar com um padrão vibratório satisfatório? Este filho está dentro do espectro autista, sempre esteve com controle psiquiátrico, mas tem um nível de consciência elevado, além de ter sentimentos muito bons em relação às pessoas. É possível que seja algum obsessor de vidas passadas? Eu posso fazer algo por ele no astral neste sentido? Att. Cristina

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Cristina

        Sim, estando no astral você pode ver, sentir e perceber o quê ocorre com ele

        Também poderá ter acesso ao passado dele, podendo compreender se é alguma coisa que ele trouxe de lá

        Você tem um motivador muito importante para conseguir se projetar de forma consciente

        • Maria Cristina D. Mendes disse:

          Sr. Pineda,

          gostaria de saber, com segurança, as influências extra físicas sobre o meu filho. Sou consciente das questões fisiológicas/orgânicas, mas há um componente espiritual nas dificuldades que vem apresentando. Você já teve experiências neste sentido com você mesmo ou com familiares? Quanto à experiência consciente da projeção, acho que tenho que trabalhar muito a vontade e a entrega ao processo. Chego ao fim do dia cansada dos afazeres, agradeço a Deus pelo meu dia e acabo adormecendo e, tendo apenas sonhos lúcidos. Mentalizar este motivo (que é ajudar o meu filho) poderia atrapalhar ou ajudar no processo da projeção astral? Obrigada pela ajuda. Att. Cristina

          • Roberto Pineda disse:

            Olá Cristina

            Procure entender que projeção é apenas percepção do ambiente astral

            Aqui no físico, estamos condicionados apenas as perspectivas do físico

            É necessário transcender esses condicionamentos, para passar a ter outras perspectivas

            Infelizmente vivemos numa sociedade mentirosa, enganadora e cheia de farsas, nos levando a acreditar que estamos à mercê de forças superiores, nos tornando fracos, permissivos, medrosos, submissos e dependentes

            Aqui no físico, ninguém nos ensina a sermos fortes, livres e independentes, que é condição natural de nossa consciência

            Nossas projeções nos transformam intimamente, pois passamos a perceber “o quê realmente somos e o quê é a realidade à nossa volta”

            Não tenha medo de nada e de ninguém, pois no astral ninguém pode nos fazer mal

            Compreendendo isso, já é um grande passo para libertar-se de condicionamentos e começar a perceber o quê realmente ocorre com seu filho, através de suas projeções

            Veja por exemplo, minha experiência no link abaixo:

            http://projecaoastral.com/experiencias/guerra-particular/

            • Maria Cristina D. Mendes disse:

              Obrigada Sr. Pineda por tantos esclarecimentos, mas vou abusar mais uma vez de sua boa vontade. Penso que acreditar em “forças superiores”, que no meu entender são seres que trabalham para a evolução de outros seres, pode ser o caminho para lidarmos com a nossa existência material. Acho que a maioria das pessoas pára por aí. No entanto, para alguns – que continuam sentindo o vazio existencial e se propõem a não ceder ao sofrimento inevitável que é estar aqui neste plano – a caminhada continua através do conhecimento e do auto-conhecimento. Eu me sinto assim hoje: tenho absoluta certeza das responsabilidades que as minhas escolhas acarretam, mas penso que “amparadores” me ajudam quando fraquejo na determinação de seguir o caminho que a minha consciência julga ser o correto. Penso que você tenha percorrido este caminho e que a segurança que hoje tem e nos passa foi adquirida com o tempo e com os milhares de desdobramentos astrais. Isso, para mim, só corroba a idéia de que não estar amparada por seres de boa vontade que vivem no astral poderia colocar pessoas inexperientes (e eu me incluo) em situações melindrosas como a relatada na experiencia “expulsando uma entidade”. Sendo assim, apesar de ter muitos motivos para me lançar às experiências de desdobramento, o que me impede é justamente o fato de “mexer” com entidades mal intencionadas como relatado por você no trecho: “Parece-me que não há especificamente um limite de influência para umbralinos sobre encarnados, exceto se a pessoa encarnada mantiver uma boa vibração… Mas aí eles atacam os familiares e as pessoas próximas que geralmente por falta de informação, de entendimento e percepção se tornam suas vítimas”. Ou seja, na intenção de ajudar posso atrapalhar o processo de outras pessoas com as quais convivo. Penso que lidar com umbralinos é coisa para projetores experientes como você. Não estou certa em pensar desta forma? Um grande abraço. Att. Cristina.

              • Roberto Pineda disse:

                Olá Cristina

                Você pode fazer como achar melhor

                Entretanto, procure entender que sozinhos, aprendemos muito mais e de forma mais rápida


    Um anjo no céu

           Esta noite (08/10/2017) eu estava projetado dentro ...

    Leitos 6 e 7

       Esta noite (29/09/2017) adquiri consciência em plena atividade ...

    Estréia documentár

        Evento para convidados na estréia ontem (24/09/2017)  no ...

    Forno crematório

        Esta noite (04/09/2017) fui atraído pelas vibrações, sensações ...

    O diabo no telefone

         É interessante observar como, mesmo num ambiente onde ...