"O QUE É PROJEÇÃO ASTRAL?
Todas as noites, nossa consciência deixa de se manifestar no corpo físico e passa a se manifestar livremente num universo infinito de coisas fantásticas e maravilhosas... Habituada a esta situação, nossa consciência anseia por se libertar desligando-se instantaneamente de um cérebro físico preso a crendices, medos, condicionamentos e limitações Entretanto, quando a pessoa começa a se libertar de suas "barreiras" e a transcender a si mesma, também começa a ocorrer um fenômeno conhecido por diversos nomes: projeção astral, projeção da mente, desdobramento espiritual, projeção da consciência, sair consciente do corpo físico, experiência fora do corpo (EFC), viagem astral, etc. Porém, para mim, que vivencio este fenômeno todas as noites, passei a considerá-lo como um estado de "CONSCIÊNCIA EXPANDIDA", através do qual, posso pesquisar, investigar, analisar, realizar experiências, etc..."

Enxergando um caminhão

Enxergando um caminhão  Hoje (05/08/2015) a tarde eu estava indo de ônibus para São Paulo e sentado na frente
Em determinado momento eu dei um cochilo e comecei a sair do corpo
De repente percebi um caminhão muito próximo e me assustei, pois pensei que o ônibus ia bater
O susto me fez voltar instantaneamente para o meu corpo físico
Aí eu vi, agora no físico, que o mesmo caminhão estava distante do ônibus
Quando saímos no astral, nossa percepção se amplia em muito e podemos enxergar coisas distantes, como se estivessem muito próximas
Por curiosidade tirei uma foto do caminhão

Artigos Relacionados

  • » Extrema penúria
  • » Um anjo no céu
  • » Leitos 6 e 7
  • » Estréia documentário "Voadores"
  • » Forno crematório
  • » O diabo no telefone
  • » Observando o céu
  • » Observando alienígena
  • » Marido preso
  • » Mudança rápida de ambiente
  • 35 Comentarios Até agora

    1. Tiana disse:

      Olá Roberto, comecei a ler sobre projeção astral aqui e me interessei bastante! Já tentei algumas vezes e até o estado vivracional tudo ocorre bem, mas depois eu apago e apenas tenho lembranças de sonhos. Hoje entrei em estado vibracional e tentei sentar na cama. Só consegui sentir uma coisa estranha na testa, como um formigamento. Eu devo fazer o EV e dormir naturalmeme?

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Tiana

        São nossos condicionamentos que nos fazem perder a percepção

        Nossa consciência está habituada com o astral e sair do corpo todas as noites, porém, o cérebro físico fica preso aos medos, crendices e condicionamentos do físico

        Por isso, para se libertar, a consciência provoca os “apagões”

        É necessário se libertar destes condicionamentos

        No meu site descrevi algumas “dicas” que poderão ser lidas no link abaixo:

        http://projecaoastral.com/tecnicas/

    2. Nathan disse:

      Olá Pineda, gostaria de ter uma dúvida esclarecida.

      Tenho tentado me projetar de forma lúcida a algum tempo. O máximo que tenho conseguido é o que eu chamo de “sonhos”, pois não sei diferenciar quando acordo. Mas durante os sonhos eu estou projetado e tenho um controle legal do meu corpo e mente, de modo que consigo me locomover conforme minha vontade, e identificar lugares físicos. Mas ainda assim, prevalece a sensação de é apenas um sonho. Gostaria de saber se isso é um bom indicativo. Obrigado !

    3. Cláudio disse:

      Voce pratica magia? ja conversou com o seu sagrado anjo guardião? sou praticante de magia e ja pratiquei a projeção astral

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Claudio

        Há muitos anos uma amparadora me acompanhava em algumas experiências

        Porém, aos poucos fui percebendo que sozinho eu aprendia muito mais

        Não pratico rituais e nem tenho apego a objetos, apenas procuro perceber e aprender no astral

    4. Rodrigo A disse:

      Oi Roberto , hoje tive uma longa noite de sono e acordei pela manhã e fui beber agua , e logo depois dormi e cai num sonho bem real

      eu me via chegando pela minha rua e se aproximando de casa e ja podia ver mas a frente a tendinha de frente a minha casa com bastante pessoas nas mesinhas bebendo e muita falação , e via muitas crianças na rua brincando e outras pessoas tambem

      lembro que quando entrei em casa eu fui direto pro meu terraço soltar pipa com meu irmão e logo em seguia meu pai viria tambem , nisso quando naquela epoca

      só que eu me via chegando em casa fazendo toda essa trajetoria mas não participaria de nada durante o processo , não falei com ninguem e não fiz nada , só observei mesmo

      eu tive certeza que ja passei aquele dia , o tempo local , a sensação do vento , do sol forte , a claridade daquele dia , uma caracteristica bastante forte foi o vento forte que estava fazendo naquele dia e outros detalhes que não me desmentiam

      pude notar que todos em minha volta tinham a mentalidade e viviam aquele dia , o posicionamento das pessoas eram os mesmos , o trajeto de eu chegando em casa esse dia pois que eu tinha saído

      Roberto esse dia eu sei quando foi , foi o segundo sabado de janeiro de 1988 , eu tinha 9 anos , mas não entendi como eu tava ali , no “presencial” no designo

      o esquisito que acordei e me parecia que eu ainda vivia aquilo , e no que me levanto e vou em direção ao banheiro e depois na janela de casa pra olhar o tempo e a rua pois tambem estava bem claro e parecia meio que alvoroçado lá fora

      segundos antes de começar a abrir a janela ja noto tudo quieto e silencioso , ai ólho e noto que estava vazia e não tinha vento nenhum e tudo bem quieto

      e Roberto , a primeira frase que veio em minha cabeça nesse momento é …”nossa que tédio …isso não é bom” … “o que é não é aqui” e olha que não sou de dizer coisas assim , quem me conhece até iria rir se ouvisse , mas foi serio o que pensei !

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Rodrigo

        Há eventos que só acontecem no astral e no físico está tudo diferente

        Pelo que descreve, também pode ter acontecido algum acesso as lembranças de coisas que aconteceram

    5. Sidney Anísio disse:

      Olá Sr. Pineda, tudo bem?

      Gostaria de saber se hoje em dia o senhor já não faz os trabalhos assistenciais em conjunto com os amparadores. Se os faz de forma independente.

      Obgd!

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Sidney

        Através de minhas experiências eu procuro observar, analisar, perceber e entender cada vez mais

        Porém, se eu vejo alguma pessoa em dificuldade procuro ajudar

        Com as minhas experiências, aprendi a me virar sozinho no astral. Não dependo mais de ninguém

    6. Lucas disse:

      Olá Roberto,

      Estava refletindo outro dia sobre a consciência encarnada nos animais e outros seres vivos.

      A “consciência dos animais” é diferente da do ser humano?

      Uma consciência humana pode reencarnar como animal ou outro ser?

      Ou a experiência humana já é superior em termos de aprendizado espiritual e seria ilógico a consciência se incorporar a um ser “inferior”?

      Desde já agradeço.

      Abraço.

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Lucas

        Eu entendo que as consciências que se manifestam em animais, ainda estão em estado incipiente, ou seja, que se inicia, aprendendo a adquirir consciência de movimentos, de dor, de fome, de frio, de sede, de autopreservação, de existência e de si mesmas

        Por exemplo, um bebezinho ao nascer, já sabe chorar, engolir, movimentar os bracinhos, etc

        Ou seja, já é um conhecimento, instintivo e natural, adquirido desde há muito, ou seja, desde as manifestações no mundo animal

    7. Onildo disse:

      Ola´! Sr. Pineda
      o sonho com ambientes e locais recorrentes significa uma sintonia com determinados espíritos?
      Obrigado!

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Onildo

        Há muitos anos, eu adquiria consciência, com certa frequência, num determinado cemitério

        Aos poucos, descobri que numa vida passada eu fui muito ligado a aquele corpo físico e depois de desencarnado, continuei preso a ele

        A partir do momento em que compreendi isso, nunca mais voltei a aquele cemitério

    8. Rafael Branco disse:

      Olá senhor Roberto! Estou com duas dúvidas, você já ouviu falar da Gnosis? Sobre a Loja Branca?

      Outra coisa, sabe algo sobre os “eus” psicológicos ou Ego? Dizem que no astral podemos dialogar face a face com nossos “defeitos”, gula, preguiça, inveja, luxúria, cobiça, ira e orgulho… O que sabe a respeito desses nossos defeitos?

      Abraço,

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Rafael

        Sim, já ouvi falar

        Entretanto, eu procuro não me prender em formatos, mas sim em descobrir as coisas através de minhas próprias experiências

    9. Márcio disse:

      Já era manhã, quando percebi as sensações de estar projetado. Um facho de luz branca que oscilava em minha frente se abriu numa espécie de túnel que dava numa modesta cidade, muito parecida com a que moro. Um pequeno complexo urbano, acho que de interior, limpo e organizado, com ruas asfaltadas, muitas árvores e uma praça central. Pude notar alguns cães na rua, e até conseguia observar mais distantes alguns pucos edifícios.
      Vagando por aquela praça, de repente, senti que ia esbarrar em um rapaz que fazia exercícios no lugar. Com o susto, fui puxado de volta e acordei. Fiquei refletindo um pouco a respeito, até conseguir me colocar novamente em EV.
      Agora eu conseguia enxergar o quarto, a cama e o meu companheiro adormecido ao lado. Toquei em seu rosto, e decidi convidá-lo para vir comigo, naquela nova experiência; ele abriu os olhos no astral e se mexeu, enquanto que seu corpo físico permanecia imóvel.
      _ O que está acontecendo? – Perguntou-me, estranhando a situação.
      _ Estamos no astral agora! Vem comigo…
      _ Estou cansado… Preciso voltar a dormir!
      _ Não… Você não pode estar cansado! Você apenas está pensando com o cérebro físico; isso lhe dá essa sensação de sono!
      Mesmo assim, ignorou o que falei e voltou a se encaixar em seu corpo adormecido, como se voltasse para dentro de si. Com sua recusa, fui puxado pro físico, e novamente despertei. Mais alguns minutos pensando, tornei a entrar em estado vibracional. Eu estava totalmente à vontade e dominante da situação, pois agia ao meu bel prazer.
      Em astral, sentei na cama, levantei e fui até a janela do quarto, por onde, ao invés da paisagem real, avistava a mesma cidade de há pouco. Só que agora, em uma região mais periférica, com casas mais simples, ruas sem pavimento e esgotos a céu aberto. Eu sabia que se tratava da mesma cidade, porque ainda conseguia enxergar os prédios que vi da última vez.
      Tinha noção que era cedo da manhã, porque estava consciente e sabia do horário. O céu estava nublado, parecia que ia chover. Imaginei que não fosse mesmo a minha cidade, já que há meses não se via pancadas de chuva na região. Olhei novamente para a cama, meu companheiro, estava ausente. Chamei-o pelo nome:
      _ Oi… – Respondeu-me. Ouvi a sua voz que vinha da cozinha:
      _ Aonde você está?
      _ Estou aqui… – Fui até lá, e o vi projetado, tentando voar meio desajeitado. Então sorri…
      _ Você tem que se concentrar mais… – Instruía-o, já que era mais experiente.
      _ Faz tempo que não faço isso! – Dizia sorrindo, como que justificasse o fato de ter ficado preso no teto da cozinha. Ao olhar seu rosto, era como se fosse outra pessoa, bem mais nova. E comentei o fato com ele:
      _ Como seu espírito é jovem! É impressionante como você fica mudado no astral! Sua aparência é de uns vinte anos. Está muito lindo!!!
      _ Deve ser a academia! – Comentou sorrindo, ironicamente.
      _ Academia não obra milagre! – Caímos nas gargalhadas e acordei. Dessa vez, definitivamente.
      Olhei para o seu rosto enquanto dormia, notei o semblante com ar de riso. Talvez, estivesse sonhando de forma inconsciente, já que ao despertar, não se lembrou de nada do que lhe contei.
      Levantei e abri a janela do quarto… Vi que o céu estava nublado naquela manhã!
      Sr. Pineda minha dúvida é: no segundo encontro com meu companheiro, era mesmo ele? Ou, seria possível se tratar de algum umbralino engraçadinho, tentando me zoar, fazendo-se passar por ele?

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Marcio

        Quando estamos no astral, basta prestar atenção nos pensamentos e sentimentos da pessoa para identificarmos se é realmente a mesma pessoa ou se é alguém se passando por ela

        Quando a aparência, no astral é muito fácil mudar

        Por isso, é importante prestar atenção

    10. Alguém disse:

      Olá

      O senhor já conheceu algum planeta igual ao nosso? quero dizer, eu vi em outros comentários que o senhor já viu planetas primitivos e mais evoluídos que o nosso, mas já viu algum na mesma “escala evolutiva” que o nosso?
      se sim, eram como aqui?
      em esportes, cultura, tecnologia etc

      • Roberto Pineda disse:

        Olá

        As variações são muitas, pois geralmente estão atreladas as vibrações, as necessidades e possibilidades das consciências que vivem lá

        Tenho a impressão que bastam pequenas mudanças vibratórias da população do planeta para apresentarem ambientes e vivências muito diferentes

    11. Fred disse:

      Ola Roberto, tudo bem? O que o sr. acha da psicografia, e possivel?

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Fred

        Sim, eu entendo como perfeitamente possível

        Entretanto, a “pressão por resultados” é a pior coisa que pode acontecer a quem trabalha com o mais sutil

    12. Edu disse:

      Tentei entrar naquele estado de Ginas e até agora não sei se deu certo ou eu fui até o local em estado de sonambulismo. Só sei que levei um baita susto ao acordar no banheiro, que era onde eu pretendia ir nesse estado ( já que leva o corpo físico junto).
      O engraçado é que eu estava consciente da movimentação e parecia um estado de projeção no campo etérico, era muito denso.
      Será que foi sonambulismo ou realmente projeção nesse estado (obs: durou uns 70 segundo, a visão era em uns 180 graus mesmo, sensação de levitar uns 3 centimetros acima do chão, porém muito mais muito lenta mesmo, como se eu estivesse andando no chão com o corpo físico. Muito difícil saber, pois quando encontrei a porta minha consciência apagou e não pude saber se abri ela com a mãos ou atravessei, deu aquela sensação de atravessar barreiras em astral, mas até agora não sei).

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Edu

        Esta é um tipo de experiência que tem que ser observada com a maior atenção possível, pois nosso “cascão” é muito denso e bem semelhante ao corpo físico

    13. Rafael disse:

      Olá Sr. Pineda . Meu nome é Rafael,tenho 14 anos e ainda não me projetei (ainda rsrsrs). Bom , gostaria de saber se é possível, no astral , lançar “bolas de energia” ou algo parecido, para se defender de algo ou alguém , mesmo com o senhor falando que ninguém pode nos fazer mal.

      Agradeço por este maravilhoso site.

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Rafael

        No astral a pessoa projetada pode plasmar/criar o que quiser

        Entretanto, eu entendo que umbralinos e vampirizadores não se sentem bem quando se aproximam de uma pessoa com boas vibrações e se afastam rapidinho

        Procure desenvolver e manter uma constante (padrão vibratório) de bons pensamentos, sentimentos, atos, palavras e sintonias, pois isso ajuda em muito nas experiências

    14. Paula disse:

      Hoje é a primeira vez que entro aqui, escrevi um pouco da minha estória, e o “computador” me diz que não posso publicar, porque o comentário já foi sido feito??? Como assim?

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Paula

        Provavelmente o sistema deve ter detectado que você já fez esse mesmo comentário no seguinte post: “Agradeço pela minha filha”

    15. Diego disse:

      Ola senhor roberto tudo bem?

      Ontem eu descobri sobre a projeção astral e ja fiquei muito curioso no assunto
      quando chegou a noite rezei pedi permissão para Deus me deixar projetar
      quando fui me deitar começei fazer aquele exercicio da Bola de Energia transparente fui fazendo e senti minhas mãos formigarem
      em seguida fui respirando imaginando que minha consciencia era uma fumacinha branca que ia subindo conforme eu respirava
      eu senti que meu cerebro ficava mais leve e meus a palpebra dos meus olhos começaram a tremer como eu tivesse piscando involuntariamente e meu coração começou a bater acelerado de uma forma que consegui ouvir os batimentos em minha cabeça
      depois disso fiquei com medo e abri os olhos
      tentarei hoje de novo e outros dias
      mas se isso acontecer o que devo fazer ?
      eu estava no caminho certo é normal isso?
      aguardo sua resposta

      Obrigado sr Roberto

    16. Edu disse:

      Nunca tive sonambulismo na infância. O senhor acha que além de sonambulismo consciente (ainda não desarto o estado de Ginas pois a visão era típica de um astral, e meu corpo físico foi “largado” do modo que eu queria – sentado no vaso sanitário, cómico mas seguro) O que estragou, embargou tudo foi o fato do apagão durante a abertura da porta do banheiro-o que pode coadunar com estado de ginas (cerebro descartando ubiguidade , dois corpos no mesmo lugar no espaço) ou descartar essa possibilidade (posso ter me auto induzido ao sonambulismo). Estou tão confuso. Agora pe so em fazer isso dentro de um banco e sair com a grana.

    17. Ana disse:

      Eu sei que parece super idiota, mas eu tenho 15 anos e sou (muito) “respondona” e, geralmente, o meu quarto está sempre um lixo de desarrumado. Por conta disso, meu pai havia decidido me castigar, fazendo com que eu não fosse as minhas aulas de hipismo por, no mínimo, 2 meses, a não ser que eu pedisse desculpas por uma discussão e arrumasse o meu quarto. Nas primeiras 2 semanas não o fiz pelo fato de eu ser uma garota orgulhosa que não costuma se desculpar. Mais cedo decidi pedir desculpas (por mensagem), porém ele queria pessoalmente. Então, me desculpei como devia depois. No entanto, meu pai queria, também, o meu quarto arrumado. O estranho é que, mais cedo, eu já tinha o feito, sem algum motivo (eu ainda não havia pensado em me desculpar, inclusive, antes de o fazer, eu já me esquecera sobre o quarto), o que, geralmente, nunca acontece. Realmente do nada me bateu a vontade de arrumar. É muito bobo e nem sei se era aqui que eu deveria estar falando isto, mas estou numa fase a qual tento descobrir sobre o que eu acredito ou não, portanto achei que deveria falar sobre com alguém. Espero que não tenha sido tão idiota assim. 🙂

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Ana

        É muito bom questionar as coisas, pois nossos questionamentos nos levam a aprender, cada vez mais

        Nossa consciência percebe as coisas que estão acontecendo e ou na iminência de acontecer e nos avisa, na forma de intuição e ou instinto

        Por isso, as vezes agimos, até sem perceber, por instinto e ou simples intuição


    Extrema penúria

           Esta noite (02/12/2017) encontrei um grupo de ...

    Um anjo no céu

           Esta noite (08/10/2017) eu estava projetado dentro ...

    Leitos 6 e 7

       Esta noite (29/09/2017) adquiri consciência em plena atividade ...

    Estréia documentár

        Evento para convidados na estréia ontem (24/09/2017)  no ...

    Forno crematório

        Esta noite (04/09/2017) fui atraído pelas vibrações, sensações ...