"O QUE É PROJEÇÃO ASTRAL?
Todas as noites, nossa consciência deixa de se manifestar no corpo físico e passa a se manifestar livremente num universo infinito de coisas fantásticas e maravilhosas... Habituada a esta situação, nossa consciência anseia por se libertar desligando-se instantaneamente de um cérebro físico preso a crendices, medos, condicionamentos e limitações Entretanto, quando a pessoa começa a se libertar de suas "barreiras" e a transcender a si mesma, também começa a ocorrer um fenômeno conhecido por diversos nomes: projeção astral, projeção da mente, desdobramento espiritual, projeção da consciência, sair consciente do corpo físico, experiência fora do corpo (EFC), viagem astral, etc. Porém, para mim, que vivencio este fenômeno todas as noites, passei a considerá-lo como um estado de "CONSCIÊNCIA EXPANDIDA", através do qual, posso pesquisar, investigar, analisar, realizar experiências, etc..."

Sobre Amparadores, Guias Espirituais, Anjos da Guarda, Mestres, etc.

No começo das projeções é bom, se possível, contar com a ajuda de um amparador ou amigo espiritual

Entretanto, é necessário entender que NÃO PRECISAMOS DELES.

Quando nos projetamos sozinhos, aprendemos mais rapidamente a conseguir desenvoltura no astral

Sozinhos, aprendemos a controlar e sutilizar nossas vibrações no astral… Isso pode nos tirar de muitas “encrencas” por lá

Sozinhos, aprendemos a controlar e perder o medo mais rapidamente

Sozinhos nos libertamos rapidamente de crendices, rituais e limitações

Sozinhos, nos tornamos independentes e consequentemente projetores mais ativos e eficazes

E por aí vai…

_____________________

Agora, aproveitando o assunto vou dar uma dica para o pessoal:

NÃO CONFIEM EM AMPARADORES… Por mais bem intencionado que o amparador aparente ser, ele tanto pode estar sendo dissimulado (com segundas intenções), quanto pode estar LIMITANDO você à apenas aquilo que ele sabe… Há “amparadores” que ainda presos aos condicionamentos e habitualidades do físico, “gostam” de ter pessoas DEPENDENTES DELE e SUBORDINADAS A ELE

Para mim, amparador é sinônimo de dependência, subordinação e limitação

À primeira vista essa minha afirmação pode parecer prepotência da minha parte, mas não é

Pois eu entendo que a aprendizagem que fica, que realmente marca, é aquela vivenciada por si só

Se palavras e ensinamentos bastassem, as regiões umbralinas seriam rapidamente esvaziadas

Por outro lado, se eu tivesse no astral um amparador que ficasse à minha disposição para responder as minhas perguntas… Eu, por razões óbvias, começaria a desconfiar de tal amparador “desocupado”

Além do quê, eu já percebi e entendi, através de minhas experiências, que QUANTO MAIS ESCLARECIDA uma consciência MENOS ELA INTERFERE no físico e nos problemas mundanos

SUBORDINAÇÃO, LIMITAÇÃO e DEPENDÊNCIA são coisas do físico, próprias de consciências com pouco entendimento

________________________

Eu escrevi amparador “desocupado” de forma proposital, no sentido de alertar as pessoas

Uma consciência que tenha um bom entendimento tem muito o que fazer no astral

Além do quê sua percepção é muito ampliada e há infinitas coisas para tal consciência abarcar

Em algumas ocasiões, eu tive experiências próprias nesse sentido e percebi como é

Por exemplo, conforme descrevi na experiência denominada “VOANDO NO ASTRAL” que poderá ser lida em:

http://projecaoastral.com/experiencias/voando-no-astral

Uma pessoa “ficou no meu pé” me fazendo perguntas e para mim ela passou a se constituir num “estorvo”, do qual procurei me livrar rapidamente

Fico impaciente no astral, quando percebo que estou perdendo tempo, pois há uma imensidão de infinitas coisas para eu aprender, fazer, perceber, descobrir, investigar, constatar, etc.

Por isso, vejo com certa estranheza a ideia de uma entidade no astral ficar respondendo as perguntas de um pupilo

Seria um envolvimento pernicioso para ambas as partes

 

_____________________________

Essas ideias de comando, de submissão, de subserviência, de julgamento, de interferências, de determinação disso ou daquilo, etc., são oriundas de formatos físicos

As pessoas estão condicionadas a servir e obedecer; a serem dirigidas, manipuladas, a serem julgadas e condenadas

Por exemplo, antigamente havia reis (política/religião) e seus vassalos. Os reis viviam em suntuosos palácios; os vassalos trabalhavam no campo. Os reis tinham luxo e conforto; os vassalos tinham lutas e sofrimentos. Os reis impunham impostos e promoviam coletas; os vassalos trabalhavam e pagavam. Os reis julgavam e condenavam; os vassalos serviam e obedeciam. Os reis criavam leis, proibições e obrigações; os vassalos as cumpriam. Os reinados eram hereditários, isto é, passavam de pai para filho, herdeiros e ou protegidos

Observem que praticamente nada mudou…

Hoje existem os políticos, os grupos de interesses, os religiosos e o povo… só mudaram os nomes, o resto continua tudo igual

É interessante observar como algumas pessoas iniciam seus discursos e colocações exaltando a humildade e condenando o orgulho, agindo de forma mecânica e automatizada, pois já assimilaram em suas consciências que esse é o “comportamento padrão” que uma pessoa deve ter, fundamentado em “formatos”, sem perceberem que estão agindo como “impositores” de um sistema autoritário que se impõe há milhares de anos

Claro, pois é conveniente para os sistemas políticos e religiosos que seus fiéis sejam humildes, submissos, dependentes, obedientes e subservientes… Melhor seria sem eufemismos dizer: medíocres e simplórios, que não podem contestar, discutir, pensar e discernir

Qualquer pessoa que queira contestar, refletir, discernir, analisar o “sistema”, é taxada de orgulhosa e arrogante, sendo imediatamente “condenada” pelo tal “sistema”, dessa forma, sufocando a ação e o raciocínio

__________________________

 Aqui no físico as pessoas tem a facilidade de superestimar as entidades desencarnadas, atribuindo-lhes às vezes uma posição que estão longe de possuir

Por exemplo, há algum tempo atrás encontrei no astral uma conhecida escritora espírita acompanhada do espírito que lhe dita suas psicografias (Por motivos óbvios e para não causar constrangimentos não vou identificar a tal escritora e nem o espírito)

Vejam bem: não quero denegrir a imagem de ninguém, pois tal escritora em conjunto com o espírito desenvolvem um trabalho que possui determinado valor, mas sim, alertar as pessoas no sentido de se evitar “endeusamentos” desnecessários, ilusórios e fantasiosos com entidades desencarnadas

Pois bem, conversei no astral com a tal escritora e conversei também com o tal espírito

O tal espírito que foi casado/ligado com a escritora em outras encarnações, conforme observei e percebi, não era nenhuma sumidade, nenhuma entidade iluminada, pelo contrário, era apenas um homem simples, bem educado, atencioso, porém comum e não exalava, pelo que eu senti nele, grandes conhecimentos ou grande entendimento

Enquanto eu conversava com o tal espírito, percebi que ele não tirava os olhos de sua protegida

Se ela ia para outros cantos, distraída, olhando as coisas, ele se deslocava atrás enquanto conversava comigo

Pareceu-me uma coisa meio que obsessiva, uma fixação, um cuidado excessivo e desnecessário, próprios de uma consciência ainda com pouco entendimento e ainda muito ligada as paixões, ilusões e condicionamentos do físico

Ora, uma consciência com bom entendimento sabe que o astral é um ambiente seguro e pode perceber o que quer mesmo à distancias muito grandes

__________________________

 Por outro lado, há pessoas que visando conseguir credibilidade para suas afirmações, atribuem sua autoria a espíritos conhecidos do público, a mestres, a amparadores, a mentores espirituais, etc.

Dessa forma, se errarem pode colocar a culpa no espírito, na entidade,  na forma de comunicação, na interpretação da comunicação, que não perceberam que era um umbralino que se comunicava, etc.

Ora, a pessoa tem que assumir a responsabilidade daquilo que faz, daquilo que afirma, da comunicação que interpreta, da comunicação que transmite

Basta usar o discernimento, o senso de responsabilidade, a análise cuidadosa, a investigação

Para mim, tudo o que existe tem um sentido, uma razão de ser, uma lógica, um principio, uma origem, um fundamento e quando não os percebo, busco incessantemente descobrir e constatar


Artigos Relacionados

  • » Diabo, Monstros, Capetas, Lúcifer, satanás, satanismo, Vampiros, Venda da Alma, etc.
  • » Atividades no Astral
  • » Abduzindo no Astral
  • » Quando o Céu nos Ensina a Amar
  • » No Cemitério do Morumbi
  • » Experiência Especial
  • » Experiência com Ets - Extraterrestres
  • » Criações Mentais
  • » Projetando e Aprendendo
  • » Como Saber Onde Estivemos Projetados?
  • 71 Comentarios Até agora

    1. Cesar disse:

      Percebo que o senhor está sendo para nós sinônimo de libertação, de rompimento de várias corrente físicas e espirituais de aprisionamento.

      Realmente causa um certo medo essa libertação que o senhor demonstra. Mas, acredito ser necessária.

    2. Simão Meireles disse:

      Boas,

      Gostava apenas que me ajudassem numa questao. As pessoas ou lugares que se encontram no astral estão apenas no nosso subconsciente, fazendo parte apenas do que imaginamos? Ou existe alguma coisa que interage connosco, ou nós com ela, que faça parte da consciência absoluta/deus?

    3. finder disse:

      EXCELENTE PERGUNTA ACIMA!!! NÃO SERIA TUDO UMA ILUSÃO INDIVIDUALISTA PINEDA? OU SEJA TUDO É O NADA?

    4. Guilherme Adams disse:

      Pineda, esse texto me faz pensar a noite inteira. Vou começar os questionamentos aos poucos, para não ficar um texto grande.

      1 – Sozinhos, nos tornamos independentes e consequentemente projetores mais ativos e eficazes.

      Concordo em partes, sozinhos conseguimos muitas realizações, mas o fato de estarmos encarnados nesse planeta, onde a prioridade é formar famílias, toda a nossa rotina é composta por rituais sociais. Isso indica nosso nível de evolução, tanto que projetados poucos seres terrenos alcançam planos muito superiores. Compensa levar esse ritual social para o extrafísico? Em partes, depois de desencarnar por exemplo, o senhor não vai ter a necessidade de conviver em uma Comunex? Aprender com aulas lecionadas por Mentores?

      2 – “Há “amparadores” que ainda presos aos condicionamentos e habitualidades do físico, “gostam” de ter pessoas DEPENDENTES DELE e SUBORDINADAS A ELE”

      Essa é a descrição típica de um Guia cego, não amparador, como o senhor diferencia os dois?

      Abraçoooo!
      Adams.

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Guilherme

        Através de minhas experiências aprendi que somos consciências livres e independentes

        E que consciências mais esclarecidas não interferem na vida dos outros, pois sentem, percebem e compreendem que é necessário que cada consciência, aja, aprenda e forme sua própria individualidade de acordo com as próprias escolhas

        Convenções sociais aqui do físico só se aplicam em planos físicos ou em planos espirituais ainda bem próximos do físico

        A partir de determinado momento, de acordo com o nível de percepção e entendimento de uma consciência, ela não precisa mais de aulas, mestres, amparadores, etc

    5. IndoMitus disse:

      Roberto, muito obrigado por compartilhar sua visão, você me libertou de um condicionamento que eu estava desenvolvendo após ler o livro “Viagem Espiritual II”. Eu fiquei com a impressão de que jamais conseguiria fazer uma projeção consciente sozinho, que isso era coisa de “superdotado espiritual”.
      Quando eu pensava em me projetar já me vinha a ideia de servidão para o amparador que me auxiliasse. Não que eu seja contra ajudar os outros, mas a obrigação de ter que fazer caridade a fim de poder projetar é cumprir expediente.

      • Roberto Pineda disse:

        Olá IndoMitus

        Você me entendeu bem

        Um projetor não precisa ficar na dependência de ninguém

        E muito menos ser obrigado a fazer caridade para conseguir se projetar

    6. Jair Rangel disse:

      Prezado Roberto,

      uma maravilha seu site! Quanto ao post permita-me ponderar um pouco…. Acho que devemos aprender a crescer em comunidade/grupos de afinidade. Devemos exercitar o discernimento para encontrar amparadores ou consciências extrafísicas que tenham projetos consistentes de evolução. Como? Experimentando por nós mesmos, ou seja, correndo os riscos. Quando evoluímos juntos aprendemos o significado da assistencialidade, da fraternidade universal, do outro. Bem, Roberto, esta é minha opinião. Um abraço e boas postagens!!!

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Rangel

        Você está ponderando o assunto apenas pela perspectiva do físico

        Aqui no físico as pessoas tem medos, receios, crendices, estão condicionadas, sentem necessidade de serem e estarem protegidas por ícones, por deuses, por grupos, etc

        Procure entender que muitas vezes são apenas cegos orientando cegos

        A projeção nos liberta destas coisas, nos fazendo “caminhar com as próprias pernas”, sem dependências de nada e de ninguém

        • Jair Rangel disse:

          Roberto,

          qual é a sua opinião a respeito das comunidades extrafísicas? Você já visitou alguma? Creio que nelas está a chave do processo grupal. Eu sou inexperiente nisso tudo mas imagino que exista alguma organização parafísica, algumas vinculações, prestação de contas evolutivas etc. Por exemplo, ao desencarnar não quero ficar “solto” por aí rsrsrs. Um abraço!!

          • Roberto Pineda disse:

            Olá Rangel

            Há consciências que necessitam estar em grupos, prestando contas, etc

            Outras enxergam esta necessidade “de estar em grupo” como sendo “uma prisão” e buscam por percepção e entendimento maiores

    7. inglison disse:

      olá gostaria de saber se tem como ficar rico fazendo alguma coisa no astral que aconteça no fisico?

      tambem gostaria de saber se poso ir pro caribe na viagem astral eu sempre quis ir lá ?

      quando a gente sai na viagem astral e vai a lugares aquilo que eu to vendo ta acontecendo mesmo naqueles lugares ou é só imaginação?

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Sueli (inglison)

        No astral você tem liberdade para fazer o que quiser

        Basta aprender como fazê-lo

        Sim, quando nos deslocamos para outro lugar, vemos as coisas que realmente estão acontecendo ali

        Entretanto, há uma infinidade de lugares e as vezes o lugar que você vai, não existe no físico, mas apenas existe no astral

        Por isso, é necessário aprender a diferenciar, quando você está vendo coisas do físico e quando está vendo coisas do astral

    8. Luiz Antonio disse:

      Achei muito interessante tudo que você falou, e gostaria de saber, se com o conhecimento adquirido no astral, pode se mudar algo no fisíco, digamos, no fisico temos certas limitaçoes por medos e crendices. Mas estando no astral você começa a perceber que são limitações, qria saber se poderia trazer algum conhecimento do astral, que ajudasse no convivio em um determinado grupo ou comunidade no fisico? Algo que pudesse quebrar essas barreiras e mostrar a verdade? Ou essa é uma busca por si só?

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Luiz

        Sim, o conhecimento adquirido no astral pode mudar muita coisa aqui no físico

        Entretanto, é mais fácil mudar a si mesmo

        Mudar as coisas aqui no físico é “um trabalho de formiguinha”, salvo, é claro, se for algo que cause grande repercussão

        Tanto aqui no físico, como no astral, há pessoas que “Vê e não enxerga”, “Lê e não entende”, ou seja, em tudo o que ela vê, em tudo o que ela lê, procura enxergar APENAS aquilo que venha a corroborar com suas crendices profundamente arraigadas

    9. Lena disse:

      Olá Roberto pineda , nao sei se sou iniciante , se já consigo me projetar , mas estou confusa com isso , por que talvez eu já tenha me projetado e nem saberia descrever , porque ainda confudo , com sonhos lucídos, Porém , uma vez encontrei um amigo e nós conversavamos sobre varias com coisas , mas algo diferente pude observar , consegui mudar o formato das nuvens agora nao conseguiria diferencia , sonho lúcido ou projeçao , qual seria sua opiniao , Praticamente me disseram ” nenhum dos dois por que eu nao acredito ” .

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Lena

        A percepção no astral pode acontecer em variados níveis de percepção, lucidez e consciência

        Entretanto, procure entender que no sonho a pessoa se deixa levar como se fosse apenas expectadora dos acontecimentos

        Na projeção é totalmente diferente, pois é você que está lá, naquele momento, como se estivesse aqui no físico, nesse momento, podendo fazer o que quiser

    10. Lena disse:

      Tambem tive várias outras quase iguais mas , Variáveis , algumas estou num local onde nem conheço , outras estou em casa mas não tem ninguem só eu , as vezes vejo imagens embaçadas , desculpe a grafia pois estava ansiosa em questao a resposta de alguem que finalmente pode me explicar pois a maioria das pessoas de casa nao acreditam , (Só Eu Acredito).

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Lena

        Geralmente enxergamos embaçado no astral quando nossas vibrações estão muito densas

        Quanto isso ocorrer, as vezes, basta procurar sutilizar as próprias vibrações que a visão volta ao normal

    11. Rosimeri disse:

      Ola Roberto,tudo bem? Gostaria de saber se voce com o seu entendimento,concorda com as ideias propagadas pelo movimento do novo pensamento,o qual divulga a lei da atracao,e diz que somos o que pensamos.Que tudo e energia e essa energia se torna realidade a medida que nos concentramos firmemente naquilo que queremos,etc.

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Rosimeri

        Sim, eu entendo que tudo é energia e que nossa vontade é soberana

        Entretanto, é necessário entender que nossa consciência também atua em situações que nosso cérebro físico não tem acesso

        Por exemplo:
        O seu cérebro físico quer, porém, sua consciência sabe que não deve…

    12. susana disse:

      O que leva grandes projetores lúcidos descordarem entre si?
      como existem vários níveis de evolução de amparadores,e pode ser este conflito que nos leva a um nível evolutivo de amparadores que cada um tem?

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Susana

        Somos consciências livres e independentes

        A “dependência instintiva” de chefes e mestres é oriunda das religiões e dos condicionamentos do físico

        O “formato de chefes e mestres” só existe aqui no físico

        Uma consciência que aceita “chefes, mestres e amparadores” em sua vida, apenas demonstra ter pouco entendimento

    13. Hugo disse:

      Interessante. Talvez mudando sua forma de escrever deixando despercebido um ego inflamado poderia ficar um texto muito mais bacana.
      O que temos que ler para aprender e começar com as experiências?
      Abraço a todos.

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Hugo

        Busco procurar descobrir e entender “o quê somos nós e o quê é a realidade à nossa volta”

        Não ligo a minima se isso parecer ego inflamado

        Você não tem que depender de ler o que os outros escrevem

        Mas sim, buscar a sua própria percepção

        E é exatamente nisso que a projeção nos beneficia, pois não precisamos ficar na dependência de nada e de ninguém

        Todo pesquisador que se preze, necessita se libertar de tudo o que possa obstruir a sua percepção e o entendimento das coisas

    14. Ramon disse:

      Roberto, olá. Acabo de encontrar o site e, como estudioso espírita e umbandista, além de médium, resolvi escrever algumas palavras, sobretudo no que tange a questão dos guias espirituais. Discordo da sua visão dos guias, já que estes vêm para auxiliar a nossa evolução, sempre nos ensinando, guiando e testando. Meus guias sempre me ensinam tudo o que acontece, seja aqui em casa, no astral, ou no centro. E eles não o fazem por estarem com tempo livre, eles o fazem por reconhecerem a importância disso na minha evolução. São conhecimentos práticos e doutrinários que não se encontram em livros e, por isso, indispensáveis. Quanto ao desdobramento do perispírito, penso que desconhece o risco que corre, já que qualquer dano sofrido pelo seu corpo físico se refletirá no perispiritual, e vice-versa. Se você se desdobra conscientemente há tanto tempo e nunca lhe aconteceu nada, só vejo duas possibilidades:
      a) ou seus desdobramentos não acrescentam em nada o trabalho dos mensageiros da luz, não representando um risco para as trevas, dispensando a necessidade de ataque, ou
      b) você está sendo projetado por guias que não se fazem visíveis à sua vidência, mesmo estando liberto do corpo.
      Toda faculdade mediúnica, assim como qualquer outra capacidade humana, nos será, posteriormente, cobrada, por nossa própria consciência. Perguntar-nos-emos “o que eu fiz desta ou daquela habilidade que recebi? Quantos irmãos em sofrimento ajudei? Poderia eu ter ajudado mais?”. É o que diz o Evangelho de Jesus. O pior julgamento quem faz somos nós mesmos… Meu irmão, reflita. O dom que Deus lhe deu é capaz de ajudar muitas pessoas. Os guias só estão aí para facilitar esse processo. Mediunidade é coisa séria. Espiritualidade é coisa séria. Não é dado para ficar brincando de ir e vir no astral, não. Recomendo, inclusive, que se aproxime mais de alguma doutrina que pratique o mediunismo, para que possa amadurecer mais seu contato com a Espiritualidade. Eles só estão esperando isso para que vocês desenvolvam um trabalho ainda mais lindo juntos. Médium não pode andar de mãos dadas com vaidade, médium não pode andar de mãos dadas com orgulho, médium não pode andar de mãos dadas com melindre. Se Deus te permite atingir essa nova consciência, pense bem, com certeza é para usá-la para seu adiantamento moral, através da prática da caridade. A caridade, no seu estado mais puro, dispensa qualquer reconhecimento externo, porque o interno basta. Espero, do fundo do coração, que não leve minhas palavras a mal, mas foi também do fundo do coração que essas palavras saíram. Muita paz.

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Ramon

        Se julga que os “formatos religiosos” que adotou para si, são bons para você, ótimo, continue com eles

        Entretanto, procure entender que sou um pesquisador independente e não me prendo a “formatos religiosos”

        Sugiro que você continue lendo meu site e conhecerá o meu trabalho

        • Ramon disse:

          Ah, Roberto, só escrevi depois de ler vários artigos. E continuo dizendo que todos os desdobramentos astrais precisam de guardiões protegendo o corpo. Pode ser também que, movido pela vaidade e pelo orgulho, você acabe não notando as presenças mais sutis deles. Notei também que algumas experiências que você passou não tão agradáveis só demonstram a ausência dos amparadores. Amparadores dissimulados não existem. Isso é coisa de sua cabeça. Ou alguém, de fato dissimulado, que tenta se passar por amparador. E não pense que a mediunidade é coisa sua. Se fosse sua, seria inexorável. Não raro, médiuns movidos pela vaidade e pelo orgulho acabam por terem a mediunidade suspendida pela Providência Divina. Paz e luz. Abraços

          • Roberto Pineda disse:

            Olá Ramon

            Ledo engano. Nem eu e nem ninguém precisa de “proteção” no astral

            Somos consciências livres e independentes

            O que eu aprendo é lá, direto no astral

            Ou seja, eu sei como as coisas são lá no astral

            • Ramon disse:

              Bom, o aviso foi dado. O fato é que você está perdendo muitas chances de aprender e evoluir. Entretanto, ainda creio que tudo vem com o tempo, principalmente a sabedoria e o conhecimento. As consequências do caminho escolhido podem ser desnecessariamente dolorosas, mas, como disse, fica a seu critério. Eu só não poderia estar ok com a minha consciência se não tivesse feito o alerta.

              Roberto Pineda disse:

              26 de abril de 2013 às 17:55

              Olá Ramon

              A insistência com que tenta mostrar seu ponto de vista, demonstra o quanto você está condicionado pelo formato que adotou

              Sugiro que você liberte-se de formatos

              Liberte-se do jugo e da dependência de mentores espirituais de pouco entendimento (que só limitam seu entendimento ao deles) e passe a ver, sentir, perceber e entender por si próprio

              Não há demônios, diabos e nem perigos no astral

              Umbralinos são apenas desencarnados com pouco entendimento que no máximo só conseguem assustar e se divertir com pessoas ingênuas

    15. Moises da Silva disse:

      ola
      voce poderia por favor me mostrar como consigo ter uma projeção astral
      tenho mt interesse em aprender
      como eu começaria a “treinar”
      nao consigo encontra em nenhuma parte

    16. Aknaton Adonai disse:

      Olá Roberto,

      Parabenizo-o pela sinceridade com a qual tem respondido as perguntas e vejo que faz um importante trabalho de incentivar à todos serem independentes e comprovarem por sí mesmos, sem intermediários. Aliás os grandes Mestres assim incentivam aos aspirantes, podendo citar Krishnamurti, onde afirmava: “uma revolução só poderia ocorrer através do autoconhecimento e da prática correta da meditação para homem liberto de toda e qualquer forma de autoridade psicológica.” Apesar de citar este grande Mestre, não sigo a ninguém,mas busco referências de pessoas nas quais sinto seriedade. Aproveito para pedir que por gentileza me informe se em suas investigações tem se dado conta de trágicos acontecimentos que se avizinham, pois vemos que tem se intensificado tragédias e me parece uma aproximação de um sistema planetário que está causando grande influência na terra. Poderia ter a gentileza de me responder. Abraços. Aknaton.

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Aknaton

        Não vejo sentido em previsões catastróficas

        Vejo sentido, isso sim, na conscientização cada vez maior das pessoas em relação a si mesmas e a seus semelhantes

        A facilidade das comunicações tem ajudado em muito nesse sentido

    17. Rodrigo disse:

      Roberto,

      Quer dizer que se eu me projetar para uma residência onde um casal esteja praticando sexo, eu irei presenciar tudo? Quer dizer se eu quiser me projetar para o Palácio da Alvorada eu irei presenciar a Presidenta Dilma roncando? Muito estranho! Acho que Deus jamais permitiria uma coisa dessa.

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Rodrigo

        Todos nós, somos consciências livres e independentes e podemos fazer o que quisermos

        É nossa própria consciência, através de nosso entendimento, que entra em sintonia ou não

    18. Herbert Nascimento disse:

      Roberto, fiz a pesquisa sobre projeção astral hoje na internet pois vi um filme (“Sobrenatural”) que aborda o assunto. Ao acordar de manhã a Tv estava ligada, minha noiva assistia e acabara de iniciar. Sinceramente desconhecia tal capacidade, mesmo frequentando centros espiritas e lendo alguns livros. O caso é que já levitei e pude visualizar todo espaço ao meu redor, no meu quarto, em diferentes residências em que morei. Ocorria quando estava muito deprimido ou estressado. Quando questionei, não recordo a quem, talvez uma médium ou cigana, me falaram que talvez eu quisesse abandonar o meu corpo. Hoje através de seu site e outros textos que li, pude ver que trata-se de projeção astral semi consciente talvez. O que me preocupa é que quando acontecia me sentia paralisado e percebi que havia presença de outra pessoa, tanto enquanto levitava quanto quando retornava e ainda me sentia paralisado. Qual a sua opinião?Poderia tratar-se de amparadores? Lembro-me que assustou-me e li que há amparadores e obsessores que podem estar com más intenções. Uma pessoa disse que eu sou muito médium, não sei o que significa “muito”, nunca busquei um desenvolvimento e realmente gostaria de saber se estavam me ajudando a conhecer o plano astral.
      Obrigado por todo esclarecimento.

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Herbert

        O medo pode fazer com que a pessoa tenha a impressão de estar sendo observada ou de ter alguma entidade por perto

        Entretanto, pode realmente ter alguma entidade por perto, pois geralmente somos observados por desencarnados o tempo todo

        Sugiro que você procure desenvolver e manter boas vibrações, sutilizando-as, pois isso, geralmente afasta entidades desagradáveis e ajuda em muito na percepção do ambiente astral, pois você entra numa maior harmonia com um ambiente que é muito sutil

        E aí, através de suas experiências, poderá conhecer e aprender muitas coisas no plano astral

    19. Marcos vinicios disse:

      Oi eu sou iniciante estou estudando muito para a minha primeira vez, pois tenho um proposito de busca no astral, porém peloa eu li eu não posso confiar em amparadores, eu estava contando em encontrar algum, mais ae não podemos confiar, oq eu devo fazer na primeira vez? Sem falar do certo medo q eu tenho

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Marcos

        Um suposto mestre ou amparador, nos limita à apenas aquilo que ele sabe

        Todos nós somos consciências livres e independentes e portanto, não podemos ficar presos, e ou limitar nosso conhecimento, nossa percepção, nosso entendimento, a uma pessoa ou a um grupo de pessoas

        O medo é apenas instinto natural de preservação diante do desconhecido

        Perdemos o medo naturalmente com a continuidade de nossas experiências

        O que era desconhecido passa a ser conhecido e percebemos que nada e nem ninguém pode nos fazer mal no astral

        Fique tranquilo e continue com suas experiências normalmente

    20. Rafaela disse:

      Oi, comecei a ler a pouco, mas tenho uma dúvida quanto aos amparadores espirituais. Sempre soube que quando desencarnamos, somos acolhidos por espíritos do bem, dispostos a nos ajudar na transição. Também nesse caso devemos desconfiar?
      Obrigada pelo esclarecimento

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Rafaela

        Geralmente socorristas procuram apenas ajudar no processo de transição

        É bem diferente daqueles que querem assumir a postura de “controlador”

    21. Rose disse:

      Sr Pineda, boa noite. Me bateu uma curiosidade. Pode por favor me responder?
      No astral podemos localizar e conversar com Buda?
      Agradeço desde já.

    22. Carlos disse:

      Ola Roberto, uma das coisas que mais apreciei neste site, e principalmente em suas palavras, é que nos des prende do lado religioso que tentam nos empurrar nos outros sites, você foi o primeiro que nos mostra que podemos seguir nosso caminho no astral sem ser obrigado a seguir nenhum tipo de religião, gostei muito das suas ideias

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Carlos

        Geralmente as religiões tornam as pessoas fracas, medrosas, crédulas, submissas e dependentes

        A percepção e entendimento do que é nossa consciência, nos tornam fortes, livres e independentes

    23. Nelson disse:

      Olá a todos, fala-se de muita coisa projeção astral, sonhos,etc. Mas será que já entenderam que os dons que Deus nos deu? Somos discípulos.

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Nelson

        Seu comentário apenas reproduziu um enorme texto bíblico e não vi sentido em reproduzi-lo aqui, pois não coaduna com os objetivos deste site, que é estimular as pessoas a também começarem a aprender, sentir e perceber, por si próprias, sem depender de nada e de ninguém

        Quando saímos projetados, percebemos, por nós mesmos, que as coisas são muito diferentes e não tem nada a ver com aquilo que é apregoado pelas religiões

    24. S. Maria disse:

      Sr Roberto
      Existe outras dimensões superiores ao plano astral?

    25. Christyanne disse:

      Sr. Roberto, estou adorando seus artigos! Altamente “descondicionantes” dos aprisionamentos transmitidos pelas diversas religiões. Sempre me questionei: “Pq para conseguir me projetar tenho que me disponibilizar para fazer caridades? Pq eu tenho que doutrinar um espírito se ele tem liberdade e o conceito de certo e errado muda de pessoa para pessoa? Isso para mim sempre me soou como arrogância de ego inflamado dos que se dizem doutrinadores, amparadores etc. Apesar de admirar Chico Xavier, nunca consegui ler até mais da metade seus livros, ou se outros espíritas, justamente pela insistência em incutir a culpa sob a forma do que chamam de carma. Adoro fazer outras pessoas felizes e quando posso ajudar faço com extremo prazer, porque me faz bem, assim como saber que estou fazendo alguém sofrer me faz sentir mal. Mas não suporto ser obrigada a nada… nem mesmo a fazer caridade! O Sr. foi o primeiro espiritualista que encontrei que coaduna com meus pensamentos! Obrigada!!!

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Christyanne

        Não somos obrigados a nada

        Somos consciências livres e independentes

        No astral e em mundos mais adiantados, prevalecem a percepção e o entendimento

    26. Yuri disse:

      Sr. Roberto, nos podemos plasmar amparadores?

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Yuri

        Sim, no astral podemos criar/plasmar quaisquer coisas

        Até mesmo figuras com movimentos

        Porém, não haveria vida naquilo

        Exceto se alguém, provavelmente algum umbralino, aproveitar-se da situação e assumir a tal “criação”

    27. JOSE SCHIAPPACASSA disse:

      Olá Roberto, parabens pelo teu trabalho.
      Muito claro, bem explicado.
      Se for possivel, gostaria da sua opinião sobre o seguinte:
      Hoje estou com 77 anos de idade, saúde boa, caminho todos os dias no calçadão, tomo medicamentos para controle hipertensão, alimentação bem cuidada, pensamentos de bom nível, oração diária para necessitados de qq ordem, para a Terra, etc.

      Durante uns 40 anos de minha vida eu passei por kardecismo, Umbanda, IEVE, REYKI, dei muitos passes, participei de reuniões.Li muito, estudei , sobre espiritualismo. Dai que tenho algum entendimento sobre nós, na Terra.
      Hoje minha certesa é a da Energia Divina (DEUS), dos Espíritos de Luz, Mestres, etc..,e não sigo nenhuma religião .
      Bem, preciso de sua opinião sobre o seguinte:
      Há dois anos me mudei da casa onde nasci e morei a vida toda.
      Essa casa foi reformada algumas vezes e finalmente em 1995, fiz mudanças radicais, teto, paredes, escadas. Trata-se de uma casa de dois andares.
      Em fim, ficou toda diferente da antiga.

      Hoje, estou morando em apartamento e a casa esta alugada.
      De uns tempo pra cá comecei a tomar conhecimento de sonhos, por exemplo, que estava indo para o Centro da cidade e de repente me encontrava em lugar desconhecido, às vezes tem casas, pessoas na rua, ás vezes é rua de terra batida, não tem nínguém, ou quando tem alguém pergunto como posso ir para o centro da cidade e não me respondem , e começo a andar buscando um rumo, e o ambiente muda , em fim, estou perdido, até que acho um lugar conhecido e dai em diante não lembro mais. Interessante é que não tenho medo em momento algum

      Outro sonho intenso foi estar dirigindo um carro em total escuridão, em altissima velocidade, temendo ir de encontro a um muro, arvore, um obstaculo qq, tentando freiar e não conseguindo, e ….. não lembro o que aconteceu mais.

      Agora passei a sonhar com a minha casa que está alugada, só que não é com ela nova, é a casa antiga.
      Estou nela, tem pessoas estranhas, muitas, e algumas familiares. Eu vejo a estranhas mas não falo com elas nem elas comigo. Eu estou em atividade, andando pra lá e pra cá, como quem está arrumando, coordenando as coisas. Não sou questionado de nenhuma maneira por ninguém.
      O que me intriga é que é sempre na casa quando antiga.

      Há alguns 3 , 4 meses atrás eu acordei sentindo o abdomem/peito tremendo. Fiquei assustado pensando estar passando mal, me analisei, estava sem febre, sem dor, pus as mãos na barriga, no peito, e nada tremia, mas eu estava tremendo.
      Fui para internet e encontrei o EV = estado vibracional,que até então. eu não sabia nada;
      Ao assistir videos do Valdo Vieira, da Nanci Trivelato, Saulo Calderon, Wagner, encontrei uma explicação .

      Cheguei a treinar uns dias o OLVE, preconizado por eles, mas parei porque um dia eu estava na rua, passeando e notei que se eu ficasse parado, meu corpo parecia estar “adormecido”, e fiquei receioso, medo mesmo, até porque nunca fui corajoso. Interessante é que nos sonhos perdido, sem destino, não tenho medo nenhum.

      Bem amigo, a casa antiga é que me causa enorme interrogação.

      Um grande abraço.

      • Roberto Pineda disse:

        Olá José

        O cérebro físico, as vezes, mistura lembranças “mais fortes” de coisas percebidas e ou vivenciadas no astral com coisas do físico

        Eles não respondem porque provavelmente não sabem. O astral é gigantesco e os deslocamentos são instantâneos. Por isso, muitas pessoas não sabem onde estão e nem como foram parar ali. Basta se concentrar em algum lugar e ou entrar em sintonia que nos deslocamos instantaneamente para lá

        Sim, no astral somos mais corajosos, pois nossa consciência está habituada ao astral e sabe perfeitamente retornar ao físico

        Com a continuidade das experiências, adquirimos cada vez mais consciência, percepção e lucidez no astral

    28. Jefferson disse:

      Excelente!!! VC e corajoso e verdadeiro em tudo o que falou aqui.ate que enfim achei depois de cinco anos VC que falou toda verdade q os outros projetores em seus dites se iludem e mentem em relação aos mentores e amparadores… A cinco anos quando me projetava conseguia viagem e expansão da minha consciência ,dai apareceu um tal amparadores s
      e dizendo meu mestre e q iria me ajudar muito em minhas busca.só q ele só me atrasou e me atrapalhou. Literalmente ele me levou só para trás e para caminhos limitadores.dai quando decidi dispensa lo ele me jurou q eu nunca maus iria ter projeção.desde então estou a CINCO anos sem ter sequer uma projeção.e estou lutando todo este tempo para ter assim como VC.livre e pela mente e não vo ajuda de amparadores q do limita.temo q eu não venha mais ter projeção. Faco tofi tipo de técnicas e já fiquei concentrado relaxadamebte ate amanhecer e não consigo mais entrar.e lamentável.tem alguma coisa de errado pois antigamente sais espontaneamente….

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Jefferson

        Ninguém tem o poder de impedir suas projeções

        Talvez o medo das palavras dele tenha criado um condicionamento em você

        Procure desencanar disso

        Procure sutilizar suas vibrações e se libertar de medos, crendices e condicionamentos, pois isso ajuda em muito nas projeções

    29. WANDERLEY disse:

      OLÁ ROBERTO,
      TENHO UM TRANSTORNO MENTAL E FICO COM MUITA SISMA DAS PESSOAS ME FAZEREM MAL, PARA QUE ISSO DIMINUA TENHO QUE TOMAR DIARIAMENTE 15 GOTAS DE HALDOL.
      JÁ SAÍ DO CORPO ALGUMAS VEZES, SENDO A PRIMEIRA VEZ SEM QUERER E SEM SABER QUE PODIA FAZER ISSO, NÃO TINHA NENHUMA NOÇÃO DA ESPIRITUALIDADE E AS OUTRAS DUAS VEZES FORAM QUERENDO, POIS BUSQUEI ALGUMAS INFORMAÇÕES DO QUE ESTAVA ACONTECENDO COMIGO E VI QUE PODIA FAZER ISSO UTILIZANDO MINHA VONTADE.
      GOSTARIA DE PERGUNTAR A VC SE MESMO TOMANDO REMÉDIO POSSO SAIR DO CORPO COM LUCIDEZ POIS TODAS VEZES QUE SAI ME VI EM LUGARES MUITO ESCUROS, QUE TENHO QUE FAZER PARA VER IMAGENS MAIS CLARAS E NÍTIDAS ?

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Wanderley

        É importante que você busque o auto-controle e procure sutilizar suas vibrações

        Para sutilizar suas vibrações, procure desenvolver e manter uma constante (padrão vibratório) de bons pensamentos, sentimentos, atos, palavras e sintonias

        Isso ajuda em muito na lucidez e desenvoltura no astral

    30. Cris disse:

      “…E que consciências mais esclarecidas não interferem na vida dos outros, pois sentem, percebem e compreendem que é necessário que cada consciência, aja, aprenda e forme sua própria individualidade de acordo com as próprias escolhas…A partir de determinado momento, de acordo com o nível de percepção e entendimento de uma consciência, ela não precisa mais de aulas, mestres, amparadores, etc …”

      Exatamente como você citou.Faz algum tempo que quem me orientava no astral veio ter comigo e deixou bem claro que daquele momento em diante eu não precisaria mais tê-la ” GRUDADA” a mim,que daqui para frente seria tudo comigo e deixou bem claro que eu já estava apta para isso pois já havia adquirido conhecimento suficiente para seguir minhas própria direções( Seja ela qual fosse ou quantas fossem necessárias), e que se caso eu viesse a ter alguma experiência negativa,que me causasse temor ou desorientação que aí sim ,poderia mentalizá-la e esta viria em meu auxílio.Também faço projeção há muito tempo e nunca precisei de NENHUM TIPO DE RITUAL e nem me ligar a uma “determinada” religião,prova disso é que mudei de religião por 2 vezes e em nada interferiu-me nas projeções ,porém não posso negar que o pontapé inicial pela busca de ESCLARECIMENTOS acerca do que me acontecia se deu através da religião,pois afinal de contas não possuía acesso a internet e nem a livros para esta finalidade.
      RESUMINDO: Tem sido por minha conta e risco as direções que tomo no astral!rsrsrs

      E claro,Deus na frente!

      Abraços.

    31. alberto disse:

      estou perplexo com tanto esclarecimento e anseio novamente me projetar

    32. João disse:

      Pineda, parabéns pelo texto que é lucido e esclarecedor de uma forma ímpar! assim como todo o site. Obrigado pelas suas importantes contribuições

    33. Fernanda Maldonado disse:

      Olá, tenho uma dúvida.
      Nunca tive viagens boas, apenas viagens ruins, assustadoras, com grande medo de me perder, já tentei ter controle e não consigo de nenhuma forma, já aconteceu diversas vezes, sempre fico proximo de casa, ou lugares longe e meio perdida.
      Como posso controlar?

      Att,

      Fernanda Maldonado

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Fernanda

        O controle vem naturalmente com a continuidade das experiências

        Procure sutilizar suas vibrações, pois isso ajuda em muito

    34. Horacio Fagundes disse:

      O sr. diz que precisamos nos libertar, que não precisamos de amparadores e etc.
      Mais eu acredito que somente Jesus Cristo pode nos libertar verdadeiramente, eu acredito que só Jesus Cristo é o caminho, a verdade e a vida.
      o que o sr. tem a dizer sobre isso, através de suas experiências no astral?

      • Roberto Pineda disse:

        Olá Horácio

        Projeção é apenas percepção

        Não tem nada a ver com a religião de cada um

        Procure entender que um “mestre”, é apenas um limitador, pois nos limita à apenas aquilo que ele sabe

        Com base nas minhas experiências, eu posso afirmar peremptoriamente para os supostos mestres:

        “Cuidem de suas vidas, que da minha cuido eu”

        “Jamais permitirei que alguém externo a mim, controle e ou mande em minha vida”

        “Na minha vida quem manda sou eu”


    Mudança rápida de

       Hoje (15/05/2017) eu estava projetado observando o movimento de ...

    Em um corpo tatuado

       Na segunda-feira (24/04/2017) eu estava projetado e entrei em ...

    Torrões de solo

         Hoje (14/04/2017) por volta de 18:30 hs, aproveitando ...

    Percebendo o envio d

       Esta noite (09/04/2017) meu neto veio dormir na ...

    Duas mulheres em out

       Esta noite (02/04/2017) entrei em sintonia com duas mulheres ...